MEMÓRIA DO DIA

Por O Dia

Quase não dá para reconhecer, mas o homem na foto é Ray Conniff, o maestro e trombonista, que chegara ao Rio para participar do 5º Festival da Canção, em outubro de 1970. A foto é no Hotel Glória, onde ele se hospedara. Conniff regeu a Orquestra da TV Globo no Maracanãzinho e fez o público cantar Besame Mucho, Somewhere My Love e Aquarela do Brasil, para fechar. Conniff morreu em 2002 e foi figurinha fácil por aqui: esteve no Brasil 12 vezes.
Quase não dá para reconhecer, mas o homem na foto é Ray Conniff, o maestro e trombonista, que chegara ao Rio para participar do 5º Festival da Canção, em outubro de 1970. A foto é no Hotel Glória, onde ele se hospedara. Conniff regeu a Orquestra da TV Globo no Maracanãzinho e fez o público cantar Besame Mucho, Somewhere My Love e Aquarela do Brasil, para fechar. Conniff morreu em 2002 e foi figurinha fácil por aqui: esteve no Brasil 12 vezes. - Arquivo O DIA

Quase não dá para reconhecer, mas o homem na foto é Ray Conniff, o maestro e trombonista, que chegara ao Rio para participar do 5º Festival da Canção, em outubro de 1970. A foto é no Hotel Glória, onde ele se hospedara. Conniff regeu a Orquestra da TV Globo no Maracanãzinho e fez o público cantar 'Besame Mucho', 'Somewhere My Love' e 'Aquarela do Brasil', entre outras. O músico morreu em 2002 e foi figurinha fácil por aqui: esteve no Brasil 12 vezes.

Comentários