Efeitos da sessão de sexta suspensos

Por O Dia

O desembargador Heleno Nunes, do Tribunal de Justiça, suspendeu ontem os efeitos da sessão da Alerj, que soltou Jorge Picciani, Edson Albertassi e Paulo Melo, na sexta-feira. O mesmo pedido foi feito pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, ao STF. Ministros da Corte, como Luiz Fux, já se posicionaram contra a Alerj.

Para o especialista em Direito Constitucional Manoel Messias Peixinho, o Supremo tem que se pronunciar sobre até onde os deputados e vereadores podem agir em caso de medidas cautelares, como prisões e afastamentos.

A operação Cadeia Velha foi deflagrada semana passada. Foram seis presos, entre eles, Felipe Picciani, filho do presidente da Alerj, Jorge Picciani.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro