Por
CÉSAR: Bem quando exigido. Sem culpa nos gols marcados pelo Independiente. NOTA 6
PARÁ: Seguro e eficiente na marcação, ainda foi uma boa opção ofensiva. NOTA 6,5
Publicidade
RÉVER: Atuação segura. Orientou a defesa com eficiência e foi à frente para, com categoria, fazer o gol do Flamengo. NOTA 7
JUAN: Mais uma atuação impecável. Soberano, esteve muito bem na marcação e nas divididas. NOTA 7,5
Publicidade
TRAUCO: Sofreu muito na marcação e foi pouco eficiente quando buscou apoiar o ataque. NOTA 5
CUÉLLAR: Perdido, sofreu demais para tentar conter as várias investidas do adversário. Em vão. Muito mal na marcação. NOTA 3
Publicidade
WILLIAN ARÃO: Iniciou bem, mas, disperso, começou a errar jogadas em profusão, complicando muito a saída de bola da equipe. NOTA 5
ÉVERTON RIBEIRO: Uma boa opção ofensiva. Vertical, esteve bem na criação de jogadas, mas não teve com quem 'dialogar'. NOTA 7
Publicidade
DIEGO: Outro que começou bem, distribuindo o jogo e buscando o gol, mas sumiu no segundo tempo e foi merecidamente substituído. NOTA 5
VINÍCIUS JUNIOR: Está pedindo passagem no time rubro-negro. Entrou muito bem e mais uma vez mudou a dinâmica da equipe. NOTA 7
Publicidade
LUCAS PAQUETÁ: Correu e lutou, mas não repetiu as boas atuações de jogos anteriores. NOTA 6,5
EVERTON: Entrou e, veloz, deu mais poder ofensivo ao Flamengo na busca pela vitória. NOTA 7
Publicidade
FELIPE VIZEU: Mesmo isolado, foi solidário e lutou muito. Poderia ter sido mais incisivo na busca pelo gol, já que a marcação adversária não foi das melhores. NOTA 7