MPF REAFIRMA PRISÃO DE FICHTNER

Por O Dia

O Ministério Público Federal confirmou ao Tribunal Regional Federal da 2ª Região ontem, ser indispensável a prisão preventiva de Régis Fichtner, ex-chefe da Casa Civil do governo Cabral, libertado duas semanas após ser preso na Operação C'est Fini, em novembro. O habeas corpus em seu nome e o recurso do MPF contra a soltura serão julgados pela 1ª Turma hoje. Para o MPF, a soltura de Fichtner compromete o resultado das investigações. A defesa alega que documentos que inocentam Fichtner não foram mencionados pelo MPF.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro