IMx: o Nissan elétrico e autônomo

Conceito projeta futuro dos automóveis onde motorista pode até deitar e relaxar durante a viagem

Por O Dia

Rio - A Nissan revelou no Salão de Tóquio o conceito IMx, 100% elétrico e autônomo. O projeto entrega uma autonomia de mais de 600 quilômetros e foca numa relação aprimorada entre motorista e veículo. O modo de conduzir o carro é chamado pela Nissan de ProPILOT, o sistema que oferece operação totalmente autônoma. Quando o modo de mesmo nome é selecionado, o sistema recolhe o volante dentro do painel e reclina todos os assentos, dando ao condutor mais espaço e permitindo que os ocupantes do veículo relaxem e aproveitem sua viagem. Quando o modo de condução manual é selecionado, o veículo retorna o volante e os assentos na sua posição original, transferindo o controle ao motorista.

Nissan IMx utiliza baterias que podem atuar como usina de energia para outras aplicaçõesDivulgação

Já a plataforma do elétrico permite que o piso seja completamente plano e um centro de gravidade baixo, o que resulta em um chassi com uma condução otimizada. O motor, por sua vez, na verdade são duas unidades elétricas, uma na frente e a outra na traseira. Combinados, proporcionam 320 kW de potência (435 cv) e torque de 71,38 kgfm. A energia vem de uma bateria de alta capacidade.

Usina de força virtual

O Nissan IMx também pode contribuir com a infraestrutura. Depois de transportar seu motorista para algum lugar, por exemplo, ele pode se estacionar em um local e se conectar à rede elétrica local, atuando como uma pequena usina de força 'virtual', retornando eletricidade para a rede.

O Nissan IMx foco na condução autônoma%3A interior do carro é amplo%2C quase que reproduzindo a sala de estar de uma casa%2C para os ocupantes realizarem outras atividadesDivulgação

O recurso é uma extensão das suas características, a de fornecer energia veículo-casa, modo presente atualmente no Nissan LEAF. Uma vez que o motorista torne a necessitar do carro e volte ao local onde foi deixado, o IMx pode pegá-lo e levá-lo de volta para casa.

Segundo a Nissan, o interior do IMx busca apresentar uma nova proposta de espaço e luminosidade, que seria apropriada para veículos autônomos. A ideia é proporcionar, principalmente, amplitude. Eles falam em sensação de se estar em uma casa japonesa tradicional. De carro mesmo, há o painel de instrumentos OLED panorâmico, que exibe uma visão do ambiente externo em segundo plano. A inteligência artificial permite ao motorista controlar o painel de instrumentos com movimentos oculares e gestos de mão. Esta interface intuitiva resulta em menos controles e botões físicos, tornando a cabine do IMx mais simples e eficiente.

Últimas de Automania