Dilma se reúne com representantes de sem-teto

O MTST participou dos protestos organizados pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) nesta quinta-feira na sede de três construtoras na capital paulista contra os gastos para a organização do Copa do Mundo

Por O Dia

A presidenta Dilma Rousseff recebeu nesta quinta-feira cinco representantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) pouco antes de visitar a Arena Corinthians, em Itaquera, zona leste paulistana. Os militantes apresentaram à presidenta reivindicações para mudanças no programa Minha Casa, Minha Vida.

O MTST participou dos protestos organizados pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) nesta quinta-feira na sede de três construtoras na capital paulista contra os gastos para a organização do Copa do Mundo. Os sem-teto pretendiam ainda fazer um ato em frente ao Itaquerão durante a visita de Dilma. A manifestação foi suspensa pela promessa do governo federal em receber o movimento.

O prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, também participou do encontro e conversou com o movimento sobre a ocupação Copa do Povo. Cerca de 1,5 mil famílias estão acampadas em um terreno a 4 quilômetros do estádio que receberá abertura do Mundial. “Estamos em diálogo com o movimento e também com o proprietário. O que queremos é que as pessoas possam apresentar as suas reivindicações pacificamente”, ressaltou Haddad sobre a reunião com o MTST.

Na quarta-feira, o juiz Celso Maziteli Neto, da 3ª Vara Cível de Itaquera, concedeu uma liminar determinando o fim da ocupação Copa do Povo. A decisão atendeu à ação de reintegração de posse movida pela Viver Incorporadora, proprietária do terreno, de 150 mil metros quadrados.

Pela decisão, os ocupantes serão intimados a deixar o imóvel em 48 horas. Caso isso não ocorra, o juiz autorizou o despejo dos ocupantes. Um ofício requisitando força policial já foi expedido à Polícia Militar. O magistrado determinou ainda a notificação da Defesa Civil, da subprefeitura de Itaquera. Alegando possibilidade de haver crianças entre os ocupantes, o juiz também comunicou o Conselho Tutelar da região.

Últimas de _legado_Notícia