Brasil tem objetivo de ampliar a classe média rural, diz Kátia Abreu

Segundo a ministra, a meta foi apresentada nesta sexta-feira durante a 4ª Reunião de Ministros da Agricultura e Desenvolvimento Agrário do Brics,

Por O Dia

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu, disse hoje (13) que o Brasil tem o objetivo de ampliar a classe média rural brasileira. Segundo a ministra, a meta foi apresentada nesta sexta-feira durante a 4ª Reunião de Ministros da Agricultura e Desenvolvimento Agrário do Brics, grupo que reúne Brasil, Índia, China, Rússia e África do Sul, as cinco principais economias emergentes do mundo. Segundo ela, os representantes do Brics solicitaram o apoio do Brasil em relação aos mecanismos para democratização da pesquisa, crédito e comercialização rurais.

"A questão da segurança alimentar está muito ligada a esses mecanismos, inclusive nós apresentamos o nosso objetivo da ampliação da classe média rural brasileira. Estamos traçando estratégias que já existem, foram testadas e estamos reunindo em um arcabouço só para atender a esses [pequenos] produtores, levando instrumentos que possam elevá-los à condição de uma classe média como nós fizemos com a classe média urbana", declarou, em entrevista após o encontro.

Kátia Abreu informou ainda que convidou os representantes dos países do Brics para reunião na Organização Mundial do Comércio (OMC). "Propus que nós pudéssemos estar juntos nesta primeira semana de abril, a convite do próprio ministro Roberto Azevêdo [diretor-geral do organismo internacional]", disse. Segundo ela, com relação às barreiras no comércio internacional de produtos do agronegócio, o entendimento é que não se deve aceitar exigências fitossanitárias que não as estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE).

A secretária executiva do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Maria Fernanda Ramos Coelho, que participou da reunião representando o titular da pasta, Patrus Ananias, afirmou que atualmente 50% da população rural do país fazem parte da classe média.

Segundo ela, os países do Brics têm muitos pontos em comum, e um dos principais é a segurança alimentar. "É uma preocupação de todos os países, e o Brasil conquistou um marco. Em 2014, nós saímos do mapa da fome. Todas as ações institucionais que o governo brasileiro tomou – do ponto de vista do acesso ao alimento, ao crédito e à assistência técnica – serão fruto de várias cooperações que estão em andamento com esses países [do Brics]", declarou.

Últimas de _legado_Notícia