Setor industrial deve sofrer contração em 2015 e serviços devem ter alta modesta

Segundo Alexandre Tombini, o investimento deve ter contração no país em 2015. Quanto ao mercado de crédito brasileiro, a tendência de desaceleração deve ser mantida, com menor participação do crédito ao consumo e aumento do crédito imobiliário

Por O Dia

O presidente do Banco Central (BC), Alexandre Tombini, disse nesta terça-feira que expectativa em 2015 no Brasil é que haja expansão do setor agropecuário e alta modesta em serviços, com queda do setor industrial.

Segundo o presidente da autoridade monetária, o investimento deve ter contração no país em 2015. Quanto ao mercado de crédito brasileiro, a tendência de desaceleração deve ser mantida, completou Tombini, com menor participação do crédito ao consumo e aumento do crédito imobiliário.

Em realção à intervenção do BC no câmbio, Tombini, afirmou que a atuação da autoridade monetária é importante em particular no momento de normalização de política monetária nos Estados Unidos, embora tenha dito também que o estoque de swaps cambiais já atende de forma significativa a demanda por proteção da economia brasileira. Segundo Tombini, o BC tem condições de renovar integralmente operações de swap vincendas no curto e médio prazos.

O presidente do BC afirmou que mais de 80% do estoque de swaps está alocado com empresas não financeiras ou não residentes no país, o que demonstra, na avaliação do BC, que o programa tem fornecido proteção aos agentes econômicos contra mudanças abruptas na taxa de câmbio.

Últimas de _legado_Notícia