Caminhoneiros anunciam novos protestos a partir de amanhã

Governo federal e categoria não chegaram a um acordo nesta quarta-feira sobre o pedido para tabelamento do preço do frete

Por O Dia

O governo federal e caminhoneiros não chegaram a um acordo nesta quarta-feira sobre o pedido da categoria para tabelamento do preço do frete, e representantes dos motoristas anunciaram uma paralisação a partir de zero hora de quinta-feira.

"O Brasil vai parar", gritaram em coro os caminhoneiros, após reunião na sede da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

Os ministros da Secretaria-Geral da Presidência, Miguel Rossetto, e o dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues, participaram da reunião representando o governo.

"Os representantes do governo disseram que há empecilhos jurídicos para uma tabela impositiva, e a categoria não quer uma tabela apenas referencial", disse o representante dos caminhoneiros autônomos do Centro-Oeste, Gilson Baitaca.

Protestos de caminhoneiros em fevereiro paralisaram dezenas de rodovias, afetando exportações brasileiras e a movimentação de cargas no país.

Últimas de _legado_Notícia