Anvisa inclui maconha no rol de plantas medicinais

A ação permitirá a utilização dos compostos da cannabis sativa em novos medicamentos

Por O Dia

A utilização medicinal da maconha já é permitida na Colômbia Reprodução Internet

Rio - A Agência Nacional de Vigilância Sanitária ( Anvisa) reconheceu a Cannabis Sativa, uma das famílias da maconha, como uma planta medicinal.

A medida publicada no Diário Oficial da União na última segunda-feira, inclui a "erva" na Lista Completa das Denominações Comuns Brasileiras (DCB). A ação permitirá a utilização dos seus compostos em futuros medicamentos.

Vale ressaltar que a decisão em nada altera a situação do consumo da droga, que continua sendo considerado contravenção.

A decisão foi influenciada após, em 2014, o canabidiol (CBD) ser considerado benéfico no controle a convulsões em casos de epiléticos. À época, o tetrahidrocanabidiol (THC) também foi permitido pela Anvisa.

De acordo com o The huffpost, a decisão também está ligada a aprovação, em janeiro deste ano, do registro do primeiro medicamento à base de maconha no país, o Mevatyl. A solução oral pode ser utilizada por pacientes no tratamento de esclerose múltipla, por exemplo, e já foi aprovada em outros 28 países.

Últimas de Brasil