Coluna Esplanada: Fuga boliviana

O promotor Marcelo Ricardo Soza Alvarez e o segurança João José Laguna Saavedra são alvos do serviço secreto de seu país e estão escondidos no Brasil

Por O Dia

Rio - O promotor Marcelo Ricardo Soza Alvarez e o segurança João José Laguna Saavedra estão escondidos no Brasil, fugidos da Bolívia, alvos do serviço secreto de seu país. Eles pedem asilo ao Ministério da Justiça. Soza, como revelou a Coluna, descobriu muitas coisas estranhas ao investigar a morte de três estrangeiros por forças policiais do governo Evo Morales. Há diplomatas no Itamaraty acompanhando de perto a situação.

Haja gás
Evo desembarca hoje em Brasília para reunião com o presidente Michel Temer. Vem com o pires nas mãos atrás da compra do gás boliviano pela Petrobras.

Tá explicado
Um agenciador explicava a interessados no negócio na sexta à tarde na Starbucks do Odeon: passeio de grupo de gringos custa US$ 20 mil (R$ 70 mil) na Rocinha e Vidigal.

Aliás
Cabe a pergunta: Quanto custou o passeio de Madonna no Morro da Providência com aquela calmaria toda no lugar onde ocorrera tiroteio horas antes?

Ah, Patrão!
Lembram do falecido Lombardi, a voz oculta dos programas Silvio Santos? A viúva perdeu ação no Tribunal Superior do Trabalho contra o dono do SBT. Ela cobrava vínculo empregatício de 2005 a 2009, período em que ele emitiu nota como pessoa jurídica para o Patrão.

Barrados
Mesmo com liminar da Justiça Federal do Rio de Janeiro com “direito de ingresso e permanência”, ativistas de movimentos sociais foram barrados no leilão do pré-sal na sede da ANP. A assessoria do órgão alegou lotação no auditório.

Faltam braços
Pode não parecer – por causa da tradicional e decana burocracia brasileira – mas os fiscais e auditores da Receita Federal estão em operação padrão há dois anos.

Do seu bolso
A defesa de Sérgio Cabral tentou até sexta impedir a saída dele de presídio do Rio, mas a ministra do STJ Maria Thereza de Assis Moura indeferiu no fim do dia. Estima-se mais de R$ 50 mil esse tipo de transferência, com deslocamento aéreo dele, de agentes,
de mobilização de patrulhas nas equipes no Rio e em Campo Grande etc.

Vida aberta
Isso tudo porque o juiz Marcelo Bretas, da operação Calicute, se disse ameaçado por informações as quais o próprio soltou numa ampla entrevista ao Estadão. O juiz alega que Cabral teve acesso a informações privilegiadas de sua vida – aberta no jornal.

Dança 2.0
A última parlamentar que dançou no plenário da Câmara - como fizera o deputado Carlos Marun (PMDB-MS) após a rejeição da segunda denúncia contra o presidente – pagou caro nas urnas. Era a petista Angela Guadagnin.

Memória
Famosa pela “dança da pizza”, em 2006, após a operação-abafa pró João Paulo Cunha, a ex-deputada petista amargura o ostracismo político. Em 2016, não conseguiu nem ser eleita vereadora em São José dos Campos (SP).

Da caldeira
Dono da CSN, Benjamin Steinbruch vai ficar um pouco mais rico. O jornalista Ricardo Tiezzi e a Geração Editorial terão de pagar indenização de R$ 124,5 mil ao empresário por conteúdo considerado ofensivo pelo STJ no livro “A Usina da injustiça”.

Da Justiça..
Idealizador da Lei da Ficha Limpa, o ex-juiz Márlon Reis lança sua candidatura ao Governo de Tocantins no dia 24 de novembro pelo Rede. Convidou para o ato a ex-ministra Marina Silva, o governador do Maranhão, Flávio Dino, o senador Randolfe Rodrigues e os deputados Alessandro Molon e Miro Teixeira.

...para palanque
Em pré-campanha, Reis tem afirmado que Tocantins vive uma crise sem precedentes, “quase semelhante ao caos que acompanhamos no Rio de Janeiro”.

Mais essa
Os juízes, que têm mandado no País, fizeram escola. Os servidores do judiciário passaram, por conta própria, o feriado da categoria do dia 28 de outubro para 3 de novembro. Assim, vão emendar com o de Finados (2) e esticar o fim de semana.

Coluna de Leandro Mazzini

Últimas de Brasil