Oficinas interativas com um toque artístico

Casa Daros promove workshops gratuitos para encerrar mostra

Por O Dia

Rio - Gambiarras — ou melhor, arte. É desse conceito que nasceram as obras cinéticas de Julio Le Parc, em ‘Le Parc Lumière’, na Casa Daros. E se o mais importante para o argentino é por a criatividade para trabalhar, é dessa mesma forma que sua mostra se despede do Rio. Por lá, até domingo, diferentes artistas ministram as oficinas gratuitas do projeto ‘Meeting Point’, para quem quiser expressar seus dotes de inventor. Além disso, haverá apresentações de performances. 

A proposta das oficinas é soltar a imaginação e inventar objetos de arte%2C no estilo faça você mesmoDivulgação


“A importância da gambiarra e da nossa necessidade de criar são o tema central”, diz o diretor de arte e educação da Casa Daros, Eugenio Valdés Figueiroa. Ele explica que Le Parc defendia exatamente esse conceito. Daí, surgiu a ideia das oficinas com artistas com uma produção inspirada no ‘faça você mesmo’, como os mexicanos Arcangel Constantini e Azucena Losana, o espanhol Julio Lucio, o argentino radicado no Rio Jorge Crowe e o brasileiro Deneir de Souza Martins.

As oficinas acontecem de amanhã a domingo, a partir das 11h, e não é necessário fazer inscrição. É só chegar, pegar uma senha e meter a mão na massa. Vale tudo na hora de construir as máquinas artísticas: materiais recicláveis, eletrônicos, o que estiver à mão. “A exposição fez muito sucesso e não ficou apenas lotada como um playground. As pessoas entenderam o lado poético dela”, avalia Figueiroa.

Últimas de Diversão