Montagem ‘Orpheus’ chega ao Rio com ingressos a R$ 20 no Theatro Municipal

Mito grego a preços populares

Por O Dia

Rio -A história de Orfeu, que vai ao inferno de Hades em busca de sua amada, Eurídice, chega aos palcos cariocas com um tempero brasileiro na trilha sonora e nos corpos que interpretam uma adaptação do conto da mitologia grega. O espetáculo ‘Orpheus’ acontece hoje, às 20h, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, e tem canções nas vozes da cantora Zizi Possi e do cantor Tiganá Santana, além do corpo de baile da companhia brasileira de dança Studio3 Cia. de Dança. Os ingressos custam a partir de R$ 20. E essa mistura brasileira já tem passagem comprada para Paris, depois da temporada carioca.

Bailarinos se apresentam no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, com coreografia de Anselmo ZollaDivulgação

O coreógrafo da adaptação, Anselmo Zolla, 49 anos, que já morou oito anos no exterior, fala sobre uma das diferenças entre brasileiros e europeus quando o assunto é dança. “O brasileiro se movimenta muito melhor do que muitos europeus e eu diria que é muito melhor trabalhar com a cultura brasileira de dança porque nós temos a dança dentro de nós desde cedo”, analisa.

Em relação à trilha sonora, o diretor José Possi Neto, 68 anos, foi em busca de um dos mestres da bossa nova, que o inspirou a escolher as músicas que compõem o musical. “Nos inspiramos na obra de Tom Jobim, nos temas sinfônicos dele, que têm um lado clássico e trazem uma linguagem muito brasileira. Sempre me inspirou. Me comove”, comenta Possi, explicando a escolha do formato contemporâneo para a adaptação. “Como um tema clássico, tem toda a liberdade de abordagens possíveis”, diz.

Montagem chega ao Rio com ingressos a R%24 20Divulgação

E não é a primeira vez que o Brasil entra em contato com este mito. Ele já foi adaptado para o cinema em ‘O Orfeu do Carnaval’, de 1960; para o teatro, em ‘O Orfeu da Conceição’, peça escrita por Vinicius de Morais, em 1954, entre outras obras baseadas no conto. Isto serviu como objeto de pesquisa para a criação da montagem, que, segundo Possi, aconteceu paralela a outras montagens. Em setembro do ano passado, o diretor dirigiu musical de Claudia Raia, a peça ‘Masterclass’, com Christiane Torloni, e, no dia 15 de setembro, estreou ‘Orpheus’ em São Paulo.

“Ensaiava de domingo a domingo, três espetáculos simultaneamente. Mas eu focava em cada um. Então, todos foram sucesso e fiquei feliz com o reconhecimento”, conta.

O coreógrafo Anselmo Zolla está animado com a apresentação no Rio. “O Theatro Municipal é um lugar maravilhoso, o público, caloroso, e o Rio, uma passagem obrigatória para todo artista”, diz ele. 

Com reportagem de Guilherme Guagliardi

Últimas de Diversão