Roteiro especial para gringo cair no samba

Escolas oferecem ‘mimos’ em serviços exclusivos a turistas que querem entrar no compasso da folia

Por O Dia

Rio - A temporada de fim de ano no Rio atrai milhares de turistas do mundo e de outras partes do país. Fora a comemoração do Réveillon, os ensaios nas quadras das escolas de samba constituem um outro roteiro bastante procurado por quem visita a cidade. De olho nesse público, algumas agremiações estão se especializando em receber os turistas, criando roteiros exclusivos.

Ao comprar uma espécie de pacote, o visitante tem direito a transfer, bufê e camarote, além de uma visita guiada na quadra, onde conhece os segmentos da escola, mestre-sala e porta-bandeira, bateria, passistas, entre outros. O Salgueiro e a Mocidade, por exemplo, já contam com o serviço diferenciado. Apesar de pensado para quem está de passagem na cidade, os cariocas também podem contratar a oferta.

Mesmo sem programas específicos para receber turistas%2C a Mangueira consegue atrair visitantes de diversas partes do Brasil e do mundoDivulgação / Fernando Azevedo

Batizado de ‘Salgueiro Experience’, o serviço da Vermelho e Branca oferece experiências com a temática do samba e da escola. Por R$ 200, contratado diretamente da rede hoteleira ou pela agência de viagem parceira da agremiação, o turista é recebido na quadra com caipirinha servida por passistas, antes mesmo de o local abrir para o público. Depois, participa de oficinas que contam a história do samba, lida com instrumentos e aprende os passos básicos para, mais tarde, fazer bonito no ensaio.

Criado em outubro do ano passado, o ‘Salgueiro Experience’ recebe grupos de,no mínimo, 30 pessoas e, no máximo, 150. Segundo a assessoria da escola, desde que o roteiro começou a ser oferecido, não houve ainda um sábado sequer de ensaio sem turistas desfrutando do pacote especial. Pelo menos 500 pessoas já participaram da experiência.

Para seguir a tendência, a Mocidade Independente de Padre Miguel também vai passar a oferecer, a partir da próxima semana, roteiros especiais na nova quadra da escola, que fica em Realengo. O pacote de R$ 220 inclui o transfer de ida e volta para o hotel onde está o turista e camarote exclusivo com serviço de bufê, para até 60 pessoas. Após apresentar o samba-enredo, as principais seções da escola vão ao espaço reservado. O samba também está disponível sem nenhum custo.

Portela e Porto da Pedra começaram os seus ensaios de rua, que devem ser seguidos pelas demais escolas. Os eventos ocorrem todos os domingos até o Carnaval.

Quadra da Mangueira sempre lotada

Na Mangueira, outra escola que recebe muitos turistas, não existem programas específicos. Mesmo assim, a agremiação sempre está com sua quadra cheia de visitantes de outras partes do Brasil e de outros países.

Segundo a assessoria da escola, no ensaio do último sábado, foram 97 turistas: 25 norte-americanos, 12 italianos e outros 60 de diversas procedências. A quadra recebeu cerca de 3 mil pessoas no dia. Para cair no samba da Mangueira a entrada é de R$ 40, pista; R$ 100 o camarote vip e R$ 1.500 para 15 pessoas.

Últimas de Carnaval