'Adorei fazer cenas sensuais e de sexo', revela Susana Vieira

Atriz está no elenco da série ‘Eu Que Amo Tanto’, que estreia hoje dentro do ‘Fantástico’, na Globo

Por O Dia

Susana Vieira está no elenco de 'Eu Que Amo Tanto'Bruno de Lima / Agência O Dia

Rio - ‘Chego sempre nua para um trabalho”, diz Susana Vieira, enfatizando sua disponibilidade para seguir o texto e a direção. Na série ‘Eu Que Amo Tanto’, que estreia hoje dentro do ‘Fantástico’, na Globo, a atriz de 72 anos se entregou de tal forma que literalmente tirou a roupa para protagonizar cenas tórridas de paixão com Tarcísio Filho, 50, seu par romântico na trama escrita por Euclydes Marinho e adaptada do livro homônimo de Marília Gabriela. “Adorei ter feito as cenas sensuais e de sexo”, afirma. 

Contracenar com Tarcisinho foi um reencontro especial. “Ele nasceu no mesmo dia que o meu filho (Rodrigo). Eu e Glória Menezes éramos amigas, eu fui para uma maternidade e ela, para outra, e eles nasceram. Aí, se passaram 50 anos, e eu me encontro com aquele menininho que peguei no colo, ele me beijando, puxando aqui, pegando no meu peito... Foi um ‘melê’ maravilhoso! Aí, quando acabou a cena, dei dois beijinhos nele e falei: ‘Dá um beijo na sua mãe’”, conta ela, às gargalhadas. “Beijei muito. Ele não teve o menor pudor. Foi maravilhoso.”

Na trama, baseada em histórias reais de mulheres que levaram seu amor ao extremo, Susana interpreta Sandra, uma viúva que se envolve com o fotógrafo Miguel (Tarcisinho) e fica obcecada por ele. A ponto de matá-lo, por se sentir desprezada. “A paixão não tem limites. A gente só tem limites por ter consciência, ser famoso, mas, várias vezes, tem vontade de quebrar a cara de alguém, óbvio! Não vamos ficar com falsidade. A hora da vingança da mulher é talvez mais pesada que a do homem”, acredita.

Contrariando a fama de que é difícil de ser dirigida, Susana Vieira se deixou levar pelas mãos da diretora Amora Mautner. “Achei fantástico”, comemora ela. “Eu preciso ser dirigida, porque senão o carro bate a qualquer momento”, brinca. Sua receita de preparação para o trabalho é a entrega total. “Entro em cena sem saber o que fazer. Não trago nada de casa, não estudo, não faço laboratório, nunca fiz! Não adianta ficar três dias num presídio, porque sei que não estou presa. Laboratório, só o Sérgio Franco”, diverte-se.

No final do episódio, a diva aparece sem um pingo de maquiagem, algemada e atrás da cela. “Não estou horrorosa daquele jeito. Fizeram uma luz especial pra mim. Nem me olhei no espelho”, garante. “Mas eu vivo sem maquiagem, só não vivo sem rímel. Pode olhar na minha cara. Me sinto, hoje, bonita sem maquiagem. Levei muitos anos para enfrentar isso. Minha pele é um espetáculo, de pêssego. Não tenho botox, aquela boca assim...”, brinca.

Em 2015, ela volta às novelas, na próxima trama das 21h, ‘Favela Chic’, escrita por João Emanuel Carneiro. “Vou fazer uma personagem totalmente diferente do que estou acostumada a fazer, uma mulher da favela, mas não posso contar muita coisa ainda”, faz segredo. Ela vai repetir a parceria com a diretora Amora Mautner. “Fui jantar com ela, Joana (Jabace, diretora) e João Emanuel. Contei pra ele toda minha vida, minha experiência nas favelas do Rio. Fui desde Mamãe Noel até madrinha de Parada Gay da Rocinha.”

Últimas de Celebridades