Cassia Kis diz que dormiu em banco de praça assim que chegou ao Rio

Atriz faz uma empregada doméstica e mãe de Bruna Marquezine na série 'Nada Será Como Antes'

Por O Dia

Rio - A busca pelo sonho de ser atriz foi o que moveu Cassia Kis no começo da carreira. Natural de São Caetano do Sul, em São Paulo, ela veio para o Rio de Janeiro aos 23 anos, disposta a escrever uma nova história. “Eu cheguei ao Rio de Janeiro e dormi em banco de praça. Não tinha onde dormir. Morei em Santa Teresa, dormi em quartinho de empregada, dormi em casa de músicos, morei entre rato e barata”, lembra ela, que será Odete em ‘Nada Será Como Antes’, série que estreia hoje, na Globo.

Cassia Kis está na série 'Nada Será Como Antes'Divulgação

A trama escrita por Guel Arraes, Jorge Furtado e João Falcão conta a história da implementação da TV no Brasil. Por volta do ano de 1950, Odete (Cássia) é mãe de Beatriz (Bruna Marquezine) e uma mulher humilde, que trabalha como empregada doméstica no interior. No começo, ela nem desconfia que a filha trabalha como dançarina de clube e não como atriz, como sempre a garota sonhou. Mas quando a moça consegue ser uma atriz famosa, leva a mãe para ficar perto dela no Rio de Janeiro.

O universo da radionovela não é muito distante de Cassia Kis, que ouviu muitas dessas produções quando nova. Aliás, essa é uma das razões para a atriz ser fã de fazer novelas. “Eu enfiava o ouvido dentro do rádio. E era aquele rádio grande, aquele móvel de pé-palito, que tinha também um toca-discos”, recorda.

Para a veterana atriz, um dos fatos importantes da carreira é a troca com atores mais novos. Segundo ela, os atores mais velhos e experientes têm como obrigação educar e ajudar novas gerações para chegarem ainda mais longe.

“Digo para todos os jovens: enquanto estão em férias, vão a Londres. Lá é onde estão imensos atores, grandes companhias, lá se trabalha muito, uma peça de teatro leva três horas e meia, quatro horas, todos os dias. Vários teatros, várias formas de teatro. Vai estudar religiões, vai entender o que está acontecendo com o mundo, que lugar é esse que estamos vivendo agora. Se eu pudesse, abriria uma escola e começaria a dar aula”, observa.

Em sua estreia, em 1979, Cássia foi empregada doméstica da personagem de Fernanda Montenegro em ‘Cara a Cara’, da Band. “Eu corri atrás para fazer TV”, lembra. Depois de atuar em ‘Pantanal’, da Manchete, e ‘Barriga de Aluguel’, da Globo, com duas personagens que eram mães, o sentimento da maternidade aflorou na intérprete. “Foi um momento em que comecei a amadurecer”, conta ela, que é mãe de Joaquim e Maria, de 20 e 19 anos, respectivamente, do relacionamento com o publicitário João Fonseca; e de Pedro Gabriel, de 13, e Pedro Miguel, de 12, frutos do relacionamento com o jornalista Sérgio Brandão.

Casada há sete anos com o psiquiatra João Baptista Magro Filho, a atriz revela um dos seus passatempos favoritos: andar pela Floresta da Tijuca. “Eu preciso caminhar na Floresta da Tijuca, para mim é um alimento maravilhoso. Preciso sair, me entender. Adoro conhecer as trilhas, sentar a bunda, fugir de fato do barulho, das coisas que nos impõem. Isso é fundamental para mim”, confessa Kis.

A série ‘Nada Será Como Antes’ é o terceiro trabalho de Cássia com o diretor José Luiz Villamarim. Eles já haviam editado essa parceria em ‘Amores Roubados’ e ‘O Rebu’, ambos em 2014, na Globo. E no que depender da atriz, não vai parar por aí. “É interessante porque o Zé gosta de ter a mim no projeto dele. Isso para mim conta muito. Ele sabe disso, que vai sempre contar com o melhor”, explica.

Cassia Kis e Marquezine em cena de sérieDivulgação

Aos 60 anos, Cássia conta que tem gostado muito de atuar em produções com duração mais curta. “Fiz 44 capítulos de ‘A Regra do Jogo’. Quanto mais coisas breves eu faço, posso pesquisar mais sobre teatro, outros assuntos, ler, viajar, aplicar o meu conhecimento”, vibra. 

Últimas de Celebridades