Servidor: começa hoje doação de cesta básica

Distribuição em campanha solidária ocorre neste sábado no Sind-Justiça e se estende a outros pontos

Por O Dia

Rio - Na tentativa de amenizar o sofrimento de mais de 200 mil servidores — entre ativos e aposentados — e pensionistas do estado que estão com salários de maio e junho atrasados, o Movimento Unificado dos Servidores Públicos (Muspe) inicia hoje uma campanha de doação de cestas básicas.

A primeira ação do grupo ocorreu no Natal de 2016 e se estendeu até janeiro deste ano, quando cinco mil cestas foram entregues.  Hoje, a distribuição ocorrerá das 9h às 15h no Sind-Justiça, que fica na Travessa do Paço 23, Centro do Rio.

Caminhão com 550 cestas chegou ontem ao Sind-Justiça%3B servidores reforçam pedido de doação nos polosDivulgação

Há cerca de duas semanas o Muspe vem recebendo as doações em quatro polos: além do Sind-Justiça; o Sepe (Rua Evaristo da Veiga 55, 7º andar, Centro), a Coligação dos Policiais Civis/Colpol (Rua 7 de Setembro, 141/ 2º andar) e a Uenf (em Campos) são os locais para interessados entregarem os alimentos.

As doações podem ser feitas de segunda a sexta-feira, a partir das 9h, em qualquer um desses polos. Essas unidades também farão a entrega em dias específicos, sempre das 9h às 15h. Às terças será a vez do Sepe; às quartas as distribuições ocorrerão na Colpol, e às sextas as doações serão feitas na Uenf. 

Ontem, um caminhão com 550 cestas básicas chegou ao Sind-Justiça reforçando a iniciativa. Uma das diretoras do Sepe, Marta Moraes pediu o engajamento de quem tiver condições de contribuir e classificou como “trágico” o que o funcionalismo vem passando.

“É só a solidariedade da sociedade e dos próprios servidores para dirimir um pouco, muito pouco, a situação desesperadora dessas famílias”, exclamou.  O presidente do Sindicato dos servidores do Degase (Sind-Degase), João Rodrigues, lembrou que há aposentados idosos sem recursos para a própria sobrevivência: “Essas pessoas já se encontram com a saúde debilitada, doaram suas vidas ao serviço público e hoje se encontram sem o mínimo de condições de dignidade”.

O estado depositou ontem uma parcela de R$ 550 do salário de maio para 262 mil servidores. Faltam receber o restante dos vencimentos 205.189 ativos, inativos e pensionistas. E o mês de junho foi pago integralmente à Educação (ativos) e à Segurança (todos). 

Pezão se afasta por uma semana

O governador Luiz Fernando Pezão vai se afastar do governo por uma semana, a partir de amanhã, por motivos de saúde. Em nota, o estado informou que a licença de Pezão deve-se a questões relacionados ao seu quadro metabólico, como descompensação do diabetes e aumento de peso, entre outros problemas. O vice-governador Francisco Dornelles irá substituir Pezão.

Dornelles também assumiu o estado em 2016, quando o governador se afastou para tratar um tipo de câncer linfático (em julho de 2016, foi anunciada resolução do linfoma). À época, Dornelles editou o decreto de calamidade do Rio em meio ao agravamento da crise.

Últimas de Economia