Inflação oficial fecha em 0,19% em agosto

No mesmo período de 2016, o índice havia registrado variação de 0,44%

Por O Dia

Rio - A inflação voltou a dar sinais de desaquecimento. Ontem o IBGE divulgou que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o indicador oficial, ficou em 0,19% em agosto ante julho. Para os meses de agosto, foi a menor variação desde 2010 (0,04%). No mesmo período de 2016, o índice havia registrado variação de 0,44%.

No ano, o acumulado foi de 1,62%, bem abaixo dos 5,42% registrados em agosto do ano passado. Este foi o menor acumulado no ano para um mês de agosto desde a implantação do Plano Real (1994).

Nos últimos 12 meses, o IPCA desacelerou para 2,46%, resultado inferior aos 2,71% dos 12 meses imediatamente anteriores. Esta foi a menor variação acumulada em um ano desde fevereiro de 1999 (2,24%).

O maior impacto veio do grupo transportes (1,53%), com destaque para os combustíveis (6,67%), em especial para o litro do etanol que ficou, em média, 5,71% mais caro. Já a gasolina subiu 7,19%, em razão do aumento na alíquota do PIS/Cofins, em vigor desde julho, e da política de reajustes de preços dos combustíveis.

Dentro do período de coleta do IPCA, segundo o IBGE, foram 19 reajustes de preços da gasolina. Ontem, a estatal anunciou queda a partir de hoje de 3,8%.

Últimas de Economia