Paulo Câmara está eleito para o governo de Pernambuco

Armando Monteiro (PTB) ficou em segundo lugar

Por O Dia

Pernambuco - No Nordeste, a grande surpresa foi a eleição, já no primeiro turno, de Paulo Câmara (PSB), com 68% dos votos. O candidato socialista tinha apenas 13% das intenções de voto em pesquisa Datafolha feita em agosto, contra 48% do principal favorito, o senador Armando Monteiro Neto (PTB). Neto é ex-presidente da CNI (Confederação Nacional da Indústria), e competiu a eleição com o apoio do PT.

A virada histórica de Câmara começou logo após a morte do ex-governador Eduardo Campos, seu padrinho político, em acidente aéreo no dia 13 de agosto, em São Paulo. Economista, de 42 anos, Câmara assumirá o Palácio do Campo das Princesas a partir de 1º de janeiro de 2015, ocupando a cadeira que pertenceu por dois mandatos a Campos. Seu vice é o deputado federal Raul Henry (PMDB), 50.

Antes da tragédia — que vitimou, ainda, mais seis pessoas — a campanha de Paulo Câmara patinava nas intenções de votos, preocupando a cúpula do PSB.Além da comoção do eleitorado em torno da morte de Campos, contribuiu para a ascensão nas pesquisas o desgaste do PT no estado, desde a última eleição para prefeito de Recife.

Antes de iniciar a carreira política, Paulo Câmara era servidor público e auditor concursado, desde 1995, do Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE). Está no governo desde 2007, tendo passado pelas secretarias estaduais de Administração, Turismo e Fazenda. Mesmo atuando nos bastidores do governo de Eduardo Campos, ainda era um desconhecido para a maior parte da população.

Últimas de _legado_Eleições 2014