Presidente do Corinthians dedica título a 12 torcedores presos em Oruro

Mario Gobbi lembrou dos corintianos que estão presos na Bolívia desde 20 de fevereiro

Por O Dia

São Paulo - O presidente do Corinthians interrompeu os festejos do 27º titulo paulista do clube para dedicar a conquista aos 12 torcedores corintianos que estão presos desde 20 de fevereiro, em Oruro, investigados por envolvimento na morte de Kevin Espada durante a estreia corintiana na Libertadores contra o San José.

Corinthians comemora título paulista na Vila BelmiroDivulgação

"O título vai para os 12 brasileiros que estão ilicitamente presos na Bolívia. Não há nenhuma prova contra eles. Estão lá injustamente. O assunto está saindo de pauta e não podemos deixar que isso aconteça", disse Gobbi, ainda no campo da Vila Belmiro.

Os 12 torcedores respondem presos à investigação enquanto um menor de idade, ainda em São Paulo, assumiu a autoria do disparo do sinalizador que matou o garoto boliviano.

Últimas de Esporte