Fabi e os pedidos de uma campeã

Líbero fala sobre o que deseja para 2014

Por O Dia

Rio - Em 2014, estarão em jogo mais um título da Superliga e o inédito ouro do Mundial para a Seleção feminina. A bicampeã olímpica Fabi, é claro, está de olho nas duas conquistas, tanto pelo clube quanto a serviço do Brasil. Mas a líbero carioca também mostra seu lado cidadã ao fazer pedidos para o ano que vem.

“Primeiramente, quero um ano de muitas conquistas e vitórias com a Unilever e com a seleção brasileira. Também espero que coloquemos nas urnas todos esses movimentos de indignação com os políticos e votemos com consciência”, pediu. No Revéillon, Fabi deve se reunir com os amigos em Ipanema, onde mora.

Fabi (E) deseja ano positivo no esporte e na políticaDivulgação

CLIMA DE RÉVEILLON

Em dezembro de 2000, o técnico Bernardinho brindou a chegada do Ano Novo, em uma matéria para o ‘Ataque’, cheio de expectativas. Afinal, 2001 marcou a sua estreia à frente da Seleção masculina, depois de sete anos comandando o time feminino. Foi o início de uma era de muitas conquistas para o vôlei brasileiro, com direito a um ouro nos Jogos Olímpicos de Atenas (2004).

O NATAL DA BELA LUCIANE ESCOUTO

Aproveitando a folga para as festas de fim de ano, a musa Luciane Escouto mostrou um pouquinho do seu Natal nas redes sociais. Recentemente, a miss do vôlei voltou às quadras para jogar pelo Barueri (SP). Campeã da última Superliga pela Unilever, ela estava sem jogar até o início do mês, apenas cuidando dos preparativos para o seu casamento, em maio de 2014.

CARDÁPIO LIBERADO, MAS COM MODERAÇÃO

Com os treinos com bola programados somente para o dia 2, as jogadoras do Vôlei Amil, de Campinas, saíram de folga com as orientações da nutricionista Mirtes Stancanelli. No cardápio, nada é proibido, mas a ordem é ter moderação. “Elas sabem o que e quanto devem comer”, diz a nutricionista. O time paulista está em terceiro lugar na Superliga feminina, com dez vitórias e apenas duas derrotas.

Últimas de Esporte