'Caso Neymar': Presidente do Barcelona pode renunciar ao cargo

Diretores tentam demover o mandatário da ideia

Por fabio.klotz

Espanha - O presidente do Barcelona, Sandro Rosell, informou a diretores que tem intenção de apresentar sua renúncia irrevogável, mas alguns deles têm a intenção de evitar a saída, e uma reunião convocada para esta quinta-feira definirá o futuro do clube.

Transferência de Neymar é investigadaReuters

Rosell tem a intenção de deixar o cardo durante o encontro, marcado para as 15h (de Brasília) e passar a presidência para o primeiro vice, Josep Maria Bartomeu. A ideia de alguns diretores, no entanto, é evitar a renúncia e forçar o dirigente a continuar o mandato de seis anos, dos quais passaram apenas três e meio.

Mais cedo, Rosell se reuniu com seu grupo de diretores mais próximos, os vice-presidentes Bartomeu e Javier Faus, além do diretor-geral, Antoni Rossich, e do novo chefe de comunicação, Albert Montagut, aos quais transferiu a decisão de sair ainda nesta quinta-feira.

O caso envolvendo a negociação de Neymar seria o motivo da saída de Rosell. A transferência está sob investigação da justiça espanhola, que apura se o clube omitiu o valor real da compra do atacante. O Barça diz que pagou € 57 milhões (cerca de R$ 182 milhões) pelo craque brasileiro. Porém, há denúncia de que o valor chegou até a € 95 milhões (R$ 303 milhões).

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia