Bicampeã com a Unilever, Bruna festeja espaço e aprendizado com Bernardinho

Após entrar bem na decisão contra o Sesi, oposta garante que tem tirado uma grande lição da rotina na equipe carioca: 'Eu estou conseguindo crescer e mostrar o meu valor aqui dentro'

Por O Dia

Rio - Ser campeã é motivo de festa e, maior ainda, quando se tem parcela ativa na conquista. Bruna Honório garantiu seu bicampeonato da Superliga pela Unilever no último domingo, no Maracanãzinho, mas a sensação da mais nova conquista teve um sabor ainda mais especial. A jovem oposta, de 24 anos, já havia sido campeã na última temporada, mas a decisão contra o Sesi foi a primeira em que ela marcou presença dentro de quadra. Sem jogar na final da temporada 2012/2013, contra o Osasco, Bruna também comemorou a taça mas, desta vez, a emoção foi ainda maior. Na vitória por 3 a 1 sobre o Sesi, a oposta também teve um papel importante na equipe de Bernardinho.

Oposta Bruna festeja título e confiança de Bernardinho%3A 'Ele está vendo que sou capaz'Rafael Arantes / Agência O Dia

"Foi tudo ótimo. Diferente do ano passado, pude entrar na decisão e mostrar o tanto que aprendi aqui. Lutamos muito, passamos por altos e baixos e fizemos uma grande temporada. Choramos juntas, não desistimos nunca e mostramos que merecíamos estar aqui. Acho que foi sorte, merecimento, trabalho... Um misto de muita coisa que resultou nesse grande momento. Posso falar que é um título ainda mais especial por ter estado presente. Estou muito feliz com tudo isso", contou.

Bruna ainda aproveitou para festejar a evolução que vem apresentando na Unilever. Em sua segunda temporada na equipe carioca, a oposta faz questão de exaltar a importância do bom relacionamento e o aprendizado com o técnico Bernardinho. O motivo de mais felicidade é estar conseguindo ganhar seu espaço e garantindo, aos poucos, seu lugar cativo no time do Rio.

"Cheguei aqui sendo segunda e passei a temporada inteira assim no ano passado. Agora tive mais oportunidades e um maior aprendizado. Batalhei muito para mostrar a ele que podia estar no time e que merecia essa confiança. Estou muito feliz de ter participado mais uma vez junto com esse grupo e de tudo que aprendi e ainda continuo aprendendo com ele", analisou.

Bruna era uma das armas de Bernardinho e entrou várias vezes durante a partida, tendo seu melhor momento quando ajudou a equipe carioca e ensaiar uma reação no terceiro set do jogo. Mesmo perdendo o período, a oposta exaltou a importância da recuperação durante o set que também contou com a boa atuação da levantadora reserva Roberta.

"Acho que estava muito distante para a gente conseguir virar o set. Mas acho que eu e Roberta entramos bem e conseguimos ajudar as outras meninas a dar uma despertada. Foi importante para voltarmos bem no quarto e fechar a partida", disse a oposta que, mesmo tímida, havia convivido com o status de musa da Unilever. O posto parece ter dado sorte e a conquista serviu para coroar o momento.

"Sou tímida sim, mas tento ao máximo me soltar disso. Brincamos que nos dividimos em vários grupos e estou sempre dentro disso. Todas as meninas buscam estar sempre juntas e não sou diferente. Quanto aos elogios eu fico feliz, mesmo achando que tem outras bem mais bonitas que eu", concluiu.

Bernardinho fez boa aposta ao colocar Bruna durante a final da Superliga, no MaracanãzinhoDivulgação

Antes de acertar com a Unilever, Bruna havia se destacado na equipe do Pinheiros. Inicialmente a jogadora atuava como ponteira, mas após a lesão da oposta titular de sua equipe passou a ser deslocada para a posição de oposta. Bicampeã dos Jogos Abertos de São Paulo pela Apiv, em 2006 e 2007, a atleta não teve dificuldades para se adaptar e logo chamou a atenção de Bernardinho e sua comissão. A transferência para a Unilever provocou o primeiro contato de Bruna com a Cidade e o técnicos, agora xodós: "Uma cidade maravilhosa e um grande treinador, que está sempre junto da gente".

Últimas de Esporte