Contra-ataque: Uma dupla que maltrata a bola

Botafogo e Flamengo vivem crise técnica grave

Por O Dia

Rio - Flamengo e Botafogo fazem um começo de campeonato horroroso, indigno de suas tradições e, pelo menos, em tese, já se habilitam ao rebaixamento. É menos provável que esse vexame aconteça com o Flamengo que, além da expectativa de reforços no recesso da Copa, tem uma histórica tradição de dar a volta por cima nos momentos de sufoco.

Botafogo está na zona de rebaixamentoDivulgação

O Botafogo corre mais riscos porque, com salários atrasados e um elenco muito ruim, fica à beira do abismo. Até agora, em 21 pontos disputados, o Flamengo ganhou seis e o Botafogo, cinco. Isso representa um percentual de aproveitamento de menos de 30% e se sabe que a garantia para não cair supera os 40%.

Tá feia a coisa. Pior é que os novos técnicos, pressionados pelas responsabilidades, estão mexendo muito nos times à procura de um solução e isso só agrava a falta de entrosamento. Falta um pingo de criatividade no meio-campo dos dois times e as defesas têm carências. Completo, o ataque do Flamengo é melhor e o do Botafogo depende de um solitário Sheik. O futebol da dupla anda duro de ver, como nos dois tristes empates de domingo.

Ney Franco ainda não conseguiu nenhuma vitória no seu retorno ao FlamengoMárcio Mercante / Agência O Dia

TUDO ÓTIMO

A partir do reencontro de Peter Siemsen e de Celso Barros, o Fluminense tem um longo caminho de evolução e não há razões sequer para se temer pela eventual saída de Fred. Com possibilidades de mais reforços no recesso da Copa, o time pode atingir o seu melhor momento em anos. E tudo indica que o temperamento e a própria tradição de Cristóvão no clube ajudaram a unir dirigentes e jogadores. O futebol é caprichoso mas, pelo que se vê no clube, não podia ser melhor.

INACREDITÁVEL

O grande lance do final de semana não foi um gol, mas um quase gol. E não foi nenhuma bela jogada mas um erro clamoroso de Paulinho, que perdeu um gol junto ao travessão. Claro que já houve craque que cometeu semelhante desatino e só quem está lá passa por isso. Mas, ainda assim, trata-se de uma falha gritante para quem passa a semana toda treinando. Curioso é que, pouco depois, Paulinho, bom jogador, recebeu proposta milionária dos árabes. E recusou.

VAI TER COPA

Só mesmo uma pessoa mal-preparada ou de má fé pode ostentar um cartaz onde se lê ‘não vai ter Copa’. Primeiro porque essa é uma impossibilidade total e, na pequena hipótese de que ocorra radicalismo e violência, haverá reação e todos sofrerão. Menos quem estiver trabalhando no evento.A Copa em si ou até mesmo a Fifa não têm culpa de nada. O nosso dia a dia é que vem sendo sabotado e contaminado por políticos incompetentes e inescrupulosos.

RESSENTIMENTO

Filipe reclamou de Felipão e, embora possa ter na essência, alguma razão, perde um pouco de força ao reclamar em causa própria. Na verdade, ele e Maxwell têm nível semelhante e é claro que Felipão podia ter levado em conta a sua boa participação na Copa das Confederações. Mas Miranda teria até mais razões para reclamar. Filipe só mostrou personalidade ao fazer as suas críticas aos atrasos na Copa e se mostrar envergonhado pela repercussão negativa sobre o nosso país.

LEMBRANÇAS DE UM GRANDE CENTROAVANTE

A designação centroavante anda meio em desuso no futebol ou porque a palavra caducou ou porque a função dos atacantes tornou-se múltipla. Mas o grandalhão Washington era mesmo um belo atacante nos anos 80 e levou Fluminense e Atlético-PR a vitórias e títulos sensacionais. A dupla ‘Casal 20’ com Assis marcou época no Tricolor, especialmente no tri carioca de 83-84-85. O Flamengo sofreu muito nas mãos dos dois. Washington jamais será esquecido.

Últimas de Esporte