Jules Bianchi deixa coma induzido e é transferido para hospital na França

Piloto estava internado no Japão desde o dia 5 de outubro, quando sofreu o acidente nos treinos para o GP de Suzuka

Por O Dia

Japão - Em comunicado enviado à imprensa nesta quarta-feira, a família de Jules Bianchi informou que o piloto deixou o estado de coma induzido e foi transferido do Centro Médico Geral de Mie, em Yokkaichi, no Japão, para o Centro Hospital Universitário de Nice, na França, na noite de terça-feira.

Jules Bianchi sofreu grave acidente nos treinos para o GP de Suzuka, em outubroReprodução Internet

Apesar da evolução no quadro clínico, o estado do jovem de 25 anos ainda é considerado crítico, porém estável, e ele permanece inconsciente, mas respira sem a ajuda de aparelhos. Bianchi está internado desde o grave acidente sofrido no GP do Japão, no último dia 5 de outubro.

Confira a íntegra da nota:

Ele está respirando sem ajuda e seus sinais vitais estão estáveis, mas sua condição ainda é classificada como "crítica". Seu tratamento agora entra em uma nova fase, com a melhoria de sua função cerebral.

A condição neurológica de Jules permanece estável. Embora a situação continua sendo grave, e poderá permanecer assim, decidiu-se que o estado de Jules era suficientemente estável para que ele fosse repatriado para a sua França natal.

Estamos aliviados, então, por poder confirmar que Jules foi transferido ontem à noite de Yokkaichi, no Japão, para o Centro Hospitalar Universitário de Nice, onde chegou pouco tempo atrás.

Jules está agora na unidade de tratamento intensivo dos professores Raucoules e Ichai, e o atendimento também está sendo monitorado pelo professor Paquis, chefe do Serviço de Neurocirurgia.

Nós estamos felizes que a próxima fase do tratamento de Jules poderá ser feita em casa, onde ele estará cercado e apoiado por sua família e amigos.

Temos que agradecer e elogiar o excelente atendimento fornecido pelo Centro Médico Geral de Mie desde o acidente. Temos uma enorme dívida de gratidão por tudo o que fizeram por Jules, e também para a nossa família, durante este momento tão difícil para nós.

Em particular, gostaríamos de estender nossos agradecimentos aos médicos Kamei e Yamamichi, e também ao Sr. Ogura, todos integrantes do time de profissionais que cuidaram de Jules no Japão.

Últimas de Esporte