Nada muda no futebol carioca

Problemas e polêmicas em 2015 não sãos as primeiras da competição

Por O Dia

Rio - Em 1990, na decisão entre Vasco e Botafogo, houve uma comédia pastelão em torno do regulamento e a Ferj, aliada do Vasco, quis manipular o regulamento. Na final, o Botafogo, com razão, não disputou uma prorrogação inventada e houve até volta olímpica com uma caravela fajuta. Sete anos depois, em um campeonato confuso, com vários W.O., os cartolas também tumultuaram e houve decisão com provocações e rebolados. Em 2002, houve até um Caixão, quase só com reservas. Agora, temos dois grandes clubes rompidos com a Ferj, acusações e promessas de desligamento. O regulamento tem sido cada vez pior e as arbitragens, idem. Parece que todos vivem em um caótico mundo de loucuras, com direito à volta de um personagem de assombração bem adequado: Eurico Miranda.

Eurico Miranda retornou a presidência do VascoAndré Luiz Mello

GOL DOS ALEMÃES!

Dos 7 a 1 da Copa para cá,os alemães do Bayern, base da seleção, deram goleadas estrepitosas e ontem não foi diferente contra o Porto, que viveu seu dia de ilusões com a vitória em casa. Mesmo sem alguns titulares, o Bayern passou o rolo compressor. O jogo foi liquidado em meia hora e há um consolo: a boa atuação do brasileiro naturalizado espanhol Thiago Alcântara.

SEM ESFORÇO

Com se previa, o Barça passou como quis pelo PSG e se classificou sem o menor esforço. Resolveu tudo no primeiro tempo nas belas jogadas de ataque, principalmente com Iniesta,Messi e Neymar. O PSG parecia um time derrotado,David Luiz continua pesado, e a eliminação foi sem choro nem vela. O Barcelona briga forte pelo título.

RESCALDO

Essa viagem cansativa do Flamengo para enfrentar o Salgueiro pode ter sido até boa para afogar as mágoas, mas pode ser vista também como uma espécie de castigo por expectativas frustradas no Carioca. O Fla tem boas condições de ir longe na Copa do Brasil, há uma atração na possível estreia de Almir, mas o torcedor quer ver mesmo grandes reforços para disputar títulos.

JOGO EMBLEMÁTICO

A Libertadores tem como maior atração o clássico São Paulo x Corinthians, cercado de rivalidade e com grande chance de o Timão enterrar de vez o seu rival. Independentemente disso, o São Paulo está mal, sem técnico definitivo e com um time de primadonas. Não parece com futuro na competição, e o Corinthians, junto com o Boca, é um dos favoritos.

Últimas de Esporte