Mais um flagrante de pesca predatória no Rio

Lei federal diz que pesca deste tipo dentro de baías e enseadas só pode acontecer a 200 metros da terra

Por O Dia

Rio - O grante feito pelo nosso fiel escudeiro Carlinhos Piraúna, nesta quarta-feira, mostra um crime ambiental frequentemente praticado no Rio. Nas barbas das autoridades, num dos pontos mais apreciados para a pesca de lazer, a Urca, partesanais em barco auxiliar de traineira de Santa Catarina jogam rede a poucos metros do murinho. A lei federal diz que pesca deste tipo dentro de baías e enseadas só pode acontecer a 200 metros da terra. Mas, sem fiscalização, nada disso é respeitado por aqui e pescadores amadores, em terra, ficam a ver navios, literalmente, e ninguém vai preso.

Crime ambiental é frequentemente praticado no RioCarlinhos Piraúna

CONDIÇÕES DO TEMPO

A ressaca perde força a partir de hoje e o mar fica calmo amanhã e domingo. Ventos de nordeste deixam o céu azul, sem previsão de chuvas no Rio. De Lua Crescente, maior variação da maré hoje é de alta a 1.1m às 13h e baixa de 0.2m, às 19h45.

Daniel Muniz%3A piraúna%2C na isca de camarão morto%2C em ItacuruçáReprodução Internet
Ricardo Martins da Silva%3A anchova%2C na isca artificial%2C na Baía de GuanabaraReprodução Internet
José Luiz Rodrigues%3A pampo%2C na isca artificial%2C em ItacuruçáReprodução Internet
Reginaldo Almeida%3A olhete%2C isca artificial%2C na laje da MarambaiaReprodução Internet

DICAS DE PEIXES

Mestre Canarinho

(99953-8100) as iscas são sardinha, camarão e lula: Quebra Mar da Barra — corvina, papa-terra, carapicu e galhudo; Cagarras — corvina, xerelete, pescadinha e marimbá; Gragoatá/Boa Viagem — corvina, papa-terra e guaibira.; Ilhas Pai e Mãe — espada, xerelete, corvina e papa-terra.

Carlinhos Piraúna

O mar agitado não permitiu que o nosso mestre da pesca em terra firme levantasse as dicas de peixes de hoje.

Gilberto Ohoishi

Em Arraial do Cabo, na Praia Grande — peruá, pargo, olho-de-cão e xerelete; Ponta do Focinho — maria-mole, castanha, abrótea e lanceta; Largo da Ilha do Farol — peruá, pargo, olho-de-cão, xerelete e pitangola; Boca da Barra — pescadinha e goete; Boca da Prainha — maria-mole, goete e pargo; em Cabo Frio na Praia do Foguete — pargo, olho-de- cão e xerelete; Ilha dos Papagaios — pargo, olho-de-cão.

Últimas de Esporte