Miranda afirma que Brasil é favorito, mas considera empate bom resultado

Seleção faz a sua estreia nas Eliminatórias contra o Chile

Por O Dia

Chile - Assim como a maioria dos jogadores da Seleção e como Dunga, Miranda descartou qualquer favoritismo do Chile, campeão da Copa América, enfrenta ao Brasil, nesta quinta-feira, na estreia das duas equipes nas Eliminatórias. Segundo o zagueiro, em qualquer que o time verde e amarelo entrar em campo, a seleção pentacampeã será favorita.

Miranda não vê Chile como favoritoMowa Press

"Temos que vencer e somar pontos. Será uma das Eliminatórias mais disputadas. O Chile jogará em casa, é o atual campeão da Copa América, vive um bom momento. Temos que respeitar, mas o Brasil tem sempre a obrigação de vencer. Queremos seis pontos desses dois primeiros jogos. Temos isso na cabeça. Levando em consideração a qualidade do primeiro adversário e a dificuldade da competição, é importante pontuar fora. Se não der para vencer, o empate é um bom resultado nesse começo", afirmou.

Perguntado sobre as declarações do técnico Jorge Sampaoli, da seleção chilena, sobre o Brasil ser o pior rival para uma estreia, o zagueiro afirmou que isso acontece devido ao respeito que o futebol brasileiro impõe.

"O Chile é o futebol moderno, de toque rápido, contra-ataque. Temos que nos preparar para isso, estar bem organizado e ter ações rápidas. Acho natural termos o respeito do Sampaoli. O Brasil é uma seleção forte, normal ele querer dividir o favoritismo. Brasil é sempre Brasil", concluiu.

Últimas de Esporte