Zagueiro registra ocorrência após sofrer racismo em página de torcida do Coxa

Marcio, do Coritiba, foi até a delegacia de crimes cibernéticos por conta de uma injúria racial

Por O Dia

Curitiba - O zagueiro Marcio, do Coritiba, registrou um Boletim de Ocorrência na Delegacia de Crimes Cibernéticos, em Curitiba, nessa terça-feira, contra a página "Coritiba M1L Grau", por conta de uma ofensa racial publicada pelos administradores no Facebook.

A identidade do agressor ainda não foi revelada. São três páginas com o mesmo nome na rede social. Além disso, os representantes serão procurados para desativar a página. O Coritiba deu todo o suporte ao jogador e avalia ainda banir os administradores de qualquer acesso ao Couto Pereira.

O Coxa irá relançar nos próximos dias uma campanha que fez em 2015 contra o racismo. Na época, o clube foi alvo de mensagens racistas de torcedores espanhóis quando "comemorou" a manutenção do recorde de vitórias consecutivas em jogos oficiais após um tropeço do Real Madrid diante do Valencia, que poderia colocar a equipe de Cristiano Ronaldo perto de bater as 24 vitórias do Coxa em 2011. Mais tarde, se descobriu que o Ajax da Holanda já tinha uma sequência maior de vitórias na década de 1970, anulando o registro no Guinness Book.

Márcio foi expulso no último jogo do Coritiba, na derrota para o Vitória, e foi até as redes sociais pedir desculpas à torcida e se falou sobre o caso de injúria racial: 

"Venho publicamente pedir desculpas a nação Coxa Branca pela minha atitude no jogo de ontem, sou ser humano também falho e erro. Assumo a responsabilidade. Mas isso não justifica falar da cor da minha pele, sou afrodescendente sim e isso não me faz diferente de ninguém, afinal somos todos carne e osso! #naoaoracismo"

Últimas de Esporte