Ex-jogador afirma que teve mais de R$ 7 milhões roubados de sua conta bancária

Ele acusa uma ex-funcionária do banco pelo crime

Por O Dia

Bulgária - Uma grave acusação de um ex-jogador mexeu com a Europa nesta quinta-feira. O búlgaro Martin Petrov, ex-atacante do Atlético Madrid e do Manchester City, afirma que um banco búlgaro simplesmente 'roubou' R$ 7,3 milhões (cerca de 1,9 milhão de euros) de sua conta.

Martin Petrov 'perdeu' uma fortunaAFP

De acordo com o jornal búlgaro 'Trud', o ex-atleta de 38 anos acusa uma ex-funcionária do banco pelo crime. Apesar de ter sido demitida meses antes, uma antiga gerente seguia informando Petrov sobre seus depósitos e movomentações financeiras com dados falsos. Ele foi até o banco e fez a denúncia.

"Sim, infelizmente é um assunto real. Não posso acreditar que um roubo assim possa ocorrer em um país da União Europeia. Ganhei o meu dinheiro no exterior honestamente e perante os olhares de todo o mundo e o depositei no meu país. E isto é o que aconteceu comigo", afirmou Petrov.

Petrov é ídolo no futebol búlgaro e disputou 90 partidas oficiais pela seleção de seu país entre 1999 e 2011. O ex-meio-campo se aposentou em 2014.

Últimas de Esporte