Vaiado na estreia, Hungaro adota calma para seguir trabalho no Botafogo

Treinador admitiu nervosismo antes da estreia e minimiza críticas da torcida; Balanço da equipe foi positivo

Por O Dia

Rio - A estreia do Botafogo não foi da maneira que o técnico Eduardo Hungaro esperava. Ansioso, o treinador torcia por um começo com o pé direito, mas acabou vendo a equipe tropeçar diante do Resende. Após deixar o campo vaiado, o treinador comentou a situação e garantiu tranquilidade para seguir o trabalho, além de afirmar que entende o posicionamento da torcida.

"Tive alguma ansiedade antes de a partida começar, mas depois fiquei tranquilo, observando o jogo com atenção. O comportamento dos torcedores não teve nada de especial, é uma torcida como as outras, que nos apoiou e se manifestou no fim em função do resultado. Mas não vi nada de anormal, está tudo tranquilo. Tenho certeza de que vamos ter um ano de bons resultados e conquistas", disse.

Hungaro adota calma para realizar trabalho no BotafogoCarlos Moraes / Agência O Dia

Mesmo com o empate, o treinador fez um balanço positivo da atuação de seus jogadores no Raulino de Oliveira.

"A atitude da equipe foi muito boa. Tivemos problemas na primeira linha de marcação, mas depois melhoramos. A equipe jogou junta pela primeira vez depois de poucos dias de treino, então precisávamos montar uma estratégia para ter combustível até o fim. Fizemos uma boa estratégia de marcação que nos deu condição de sermos fortes até o fim e criarmos chances de gol", comentou.

O Botafogo volta a campo nesta terça-feira, para enfrentar o Bangu, em São Januário. O jogo é válido pela segunda rodada do Campeonato Carioca.