Jobson erra pênalti, Botafogo perde para o Figueira e se aproxima da Série B

Camisa 10 desperdiçou chance de gol no inicio do segundo tempo. Derrota deixou o Alvinegro em situação bem crítica

Por O Dia

Rio - Cinco anos após ser o herói na salvação do rebaixamento, Jobson agora vive o papel de vilão em 2014. O camisa 10 desperdiçou um pênalti nesta quarta-feira na derrota do Botafogo para o Figueirense por 1 a 0 em São Januário. Com apenas 33 pontos, o revés praticamente rebaixa o Alvinegro a segunda divisão 12 anos após a primeira queda. O gol da vitória catarinense foi marcado pelo volante França.

Faltando apenas três rodadas para o fim do Brasileirão, o Botafogo não depende mais somente de suas forças para evitar o rebaixamento. Com 33 pontos, o Alvinegro precisa vencer todas as suas partidas e torcer para uma combinação de resultados. No próximo domingo, a equipe carioca enfrenta a Chapecoense, na Arena Condá, às 19h30.

Já o Figueirense chega a 43 pontos e precisa de apenas mais uma vitória nos próximos três jogos para garantir matematicamente a sua permanência na Série A. Também no próximo domingo, o time catarinense recebe o Vitória no Orlando Scarpelli às 17h.

Jogadores do Figueirense comemoram gol de FrançaErnesto Carriço

O JOGO

Precisando da vitória, o Botafogo tomou a iniciativa do jogo e partiu para cima do Figueirense empurrado pelo bom público presente a São Januário. Mais na tática do abafa do que da organização, o Alvinegro tentava pressionar o time visitante que se fechava atrás buscando o contra-ataque.

Apesar da maior posse de bola dos cariocas, os catarinenses tiveram a primeira chance de jogo. Após trapalhada de Jefferson e de Dankler, Marcão quase marcou, a sorte do clube carioca foi que o atacante errou o alvo e acabou cabeceando para fora.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

No finzinho da primeira etapa, o jovem Murilo teve uma grande chance de abrir o placar. O atacante recebeu na ponta esquerda, cortou a zaga adversária, mas não pegou bem na finalização, facilitando o trabalho do goleiro catarinense, que pegou mais uma, garantindo o empate nos primeiros 45 minutos.

FOTOGALERIA: Botafogo perde mais uma e fica bem perto da Segunda Divisão

O Botafogo manteve a postura do primeiro tempo e continuou partindo para cima no inicio da segunda etapa. Aos 2 minutos, Régis cruzou da direita e o lateral Cereceda cortou o cruzamento com a mão. Pênalti para o Alvinegro. Jobson assumiu a responsabilidade, mas na hora da cobrança bateu mal e isolou por cima do gol.

Aproveitando a chance desperdiçada pelo camisa 10, o Figueirense foi para cima e chegou com perigo após cabeçada de Marcão para ótima defesa de Jefferson. No ataque seguinte, o time visitante castigou o Jobson pelo pênalti jogado fora. Após lindo cruzamento de Felipe, França subiu sozinho entre os zagueiros do Botafogo e cabeceou para fundo do gol: 1 a 0 Figueira.

Jobson perdeu penalidade em São JanuárioErnesto Carriço

O gol abalou o Alvinegro, que vinha jogando bem e se desorganizou na partida. Aos 8, Bolatti aproveitou a sobra de bola dentro da área após cobrança de escanteio, mas finalizou novamente muito mal por cima. Perdido em campo, o Botafogo não conseguia criar nada e o Figueirense aproveita o espaço para atacar nos contra-ataques.

Aos 17, após trapalhada de Bolatti, Marcão roubou a bola, invadiu a área e rolou para Pablo chuta em cima de Jefferson. o camisa 1 deu rebote , mas abafou a sobra e salvou o que seria o segundo gol do Figueirense. Desesperado, o Alvinegro tentava pressionar mas esbarrava no nervosismo e nas limitações técnicas. Aos 24, Bruno Corrêa dominou dentro da área, girou e finalizou tirando tinta da trave.

Nervoso e desesperado, o Botafogo abusava dos erros de passes e vacilos na defesa. Cansado, o Figueirense não aproveita as chances que tinha para matar o jogo. Irritada com o que via em campo, os 8.250 torcedores presentes em São Januário passaram hostilizar o presidente Maurício Assumpção e entoaram cantos de 'time sem vergonha'.

FICHA TÉCNICA
BOTAFOGO 0x1 FIGUEIRENSE

Estádio: São Januário
Árbitro: Anderson Daronco (RS)
Público e Renda: Pagantes 7.406/Presentes 8.250/R$ 65.765,00
Gols: França (Figueirense, aos 5' do 2ºT)
Cartões Amarelo: Felipe, França e Tiago Volpi (Figueirense)
Cartões Vermelho: -

BOTAFOGO: Jefferson, Régis, Dankler, André Bahia e Junior Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel e Bolatti (Gegê, aos 18' do 2ºT); Murilo (Yuri Mamute, aos 12' do 2ºT), Jobson (Zeballos, aos 29' do 2ºT) e Bruno Corrêa. Técnico: Vagner Mancini

FIGUEIRENSE: Tiago Volpi, William Cordeiro, Marquinhos (Nirley, aos 5' do 1ºT), Thiago Heleno e Cereceda (Marcos Pedroso, aos 20'do 2T); Dener, França (Yago, aos 36' do 2ºT), Marco Antônio e Felipe; Pablo e Marcão. Técnico: Argel Fucks.


Matéria de Edsel Britto