René Simões arruma o Botafogo na base da conversa

Treinador não anuncia a escalação do time que enfrenta o Tigres, no Niltão, precisando da vitória para voltar à liderança

Por O Dia

Rio - Uma semana de fatos inéditos para o Botafogo. Além da primeira derrota no Carioca, o time não fez nenhum coletivo de preparação para o jogo contra o Tigres, situação nova desde que René Simões assumiu o comando. Os substitutos de Marcelo Mattos e Bill, suspensos, não foram definidos, assim como a equipe que entra em campo às 19h30, no Nilton Santos, para tentar reencontrar o caminho das vitórias.

Com pouco tempo para corrigir os erros, o técnico priorizou a conversa e o passe, quesito que ele elegeu como o principal responsável pela fraca atuação contra o Fluminense.

René Simões conversou com jogadores alvinegrosDivulgação

René não deixou claro qual o time que vai a campo, porém, deu algumas dicas. Mais ofensivo que Marcelo Mattos, Fernandes treinou ao lado de Willian Arão em alguns momentos. O garoto Dierson é a outra opção. Diego Jardel e Gegê se revezaram ao lado de Tomas, o que expôs outra dúvida do treinador no setor.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

Na frente, Sassá e Tássio jogaram juntos porque Jobson ficou na academia, mas está confirmado na partida. Independentemente de quem jogue, será a primeira vez que os 11 começarão uma partida no Estadual. No entanto, a falta de entrosamento não é considerada uma barreira.

“Desde a pré-temporada, tivemos diversos treinamentos e fomos conhecendo os jogadores. Sabemos as características, defeitos e qualidades de cada um. Então, acho que não vai ter problema, estamos cientes do que precisamos fazer”, disse Willian Arão.

A única definição é na zaga. Roger Carvalho, que cumpriu suspensão contra o Fluminense, sentiu a panturrilha direita e não joga. Giaretta será mantido ao lado de Renan Fonseca.