Botafogo e Vitória: Um confronto que tem cara de Série A

Fogão recebe time baiano no Nilton Santos na briga pelo topo da tabela na Série B. Jefferson dá 'até breve'

Por O Dia

Rio - Botafogo e Vitória fazem neste sábado um duelo pela Segundona, mas com cara de Série A. Muito mais presentes na elite do futebol brasileiro do que na Série B, os times se enfrentam às 16h30, no Nilton Santos, buscando o topo da tabela. A partida marca também a ‘despedida’ de Jefferson, que se apresenta na segunda-feira à Seleção para a disputa da Copa América.

Apesar de encabeçar a lista dos que mais foram rebaixados na Primeira Divisão, juntamente com outras cinco equipes, o Leão baiano tem seu lugar entre os clubes tradicionais do país, principalmente pela revelação de jogadores. A ferida pela queda à Série C em 2005 já cicatrizou e, assim como o Glorioso, o Rubro-Negro encara o acesso como obrigação nesta temporada.

Na classificação, os adversários de hoje estão separados por apenas um ponto. O suficiente para um figurar dentro do G-4, caso do Botafogo, na quarta colocação, e outro fora, o Vitória, em sexto.

O Alvinegro, com 100% de aproveitamento no Estádio Nilton Santos na temporada, tentará impor seu ritmo, independentemente da postura do rival. René Simões quer ver seu time reencontrando o gol depois de um jogo em branco, no empate com o Atlético-GO.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Botafogo

Jefferson fará neste sábado o último jogo antes de se apresentar à SeleçãoDivulgação

“Jamais vou me valer do modo que o adversário atua como desculpa para um resultado ruim. O Jair Ventura, nosso observador, vai me trazer as alterações do Vitória. Não acho que vá mudar muita coisa e, em função do que vimos, montamos a nossa equipe. Eles têm uma equipe muito jovem, mas o nosso gás está lá em cima também”, garantiu o comandante alvinegro.

Após uma semana livre para trabalhar, o técnico acredita que o time voltará a exibir um bom futebol. O retorno de Carleto, Marcelo Mattos e Rodrigo Pimpão aumenta ainda mais a confiança.

A partida, além de um confronto direto por vaga no G-4, é a última de Jefferson pelo Botafogo antes de se apresentar à seleção brasileira para a Copa América. O capitão pode desfalcar o time em até seis partidas pela Série B, dependendo da campanha do Brasil na competição. Renan já está pronto para substituí-lo, como o fez no Carioca.

René quer mais dois atacantes

Depois de afastar três atacantes — Tássio, Murilo e André Luis —, René Simões revelou o desejo de contar com mais dois reforços para o setor, de olho no restante da temporada. A crise financeira, entretanto, impede que a diretoria busque jogadores em evidência ou conclua as negociações com rapidez.

“Estamos tentando contratar qualidade. Não adianta vir para ter quantidade. Mas o mercado está difícil. Indiquei um jogador (Riascos) que acabou indo para outro carioca (Vasco). Estamos atrás de um centroavante e de um homem de velocidade, que está fazendo falta”, disse o técnico.

René poderá perder o meia Gegê, procurado pelo Figueirense. O Botafogo já o liberou e a decisão está com o atleta.