Flamengo faz gol irregular no fim, empata com Vasco e fatura o Carioca

Em impedimento, Márcio Araújo faz gol e se torna o herói do título, o 33º Estadual da história do Rubro-Negro

Por O Dia

Rio - Foi na raça, do jeito que a torcida do Flamengo gosta. E com muito sofrimento. Aos 45 minutos, Márcio Araújo escreveu seu nome na história do Rubro-Negro e no Clássico dos Milhões. Foi do volante o gol de empate: 1 a 1, neste domingo, no Maracanã, e título do Flamengo, o 33º ao todo. Márcio estava impedido no lance em que marcou. O Fla, dono da vantagem de jogar por dois empates devido à melhor campanha na fase de classificação, fez a festa. 

Flamengo conquistou o 33º título carioca em sua históriaCarlos Moraes / Agência O Dia

A conquista diminui em parte a dor pela eliminação na Libertadores, na última quarta-feira. E mantém a hegemonia do Flamengo no Rio (é o maior vencedor do Estadual) e sobre o Vasco em finais. Agora, o Rubro-Negro levou a melhor nas últimas seis vezes (Carioca de 1999, 2000, 2001, 2004 e 2014 e Copa do Brasil de 2006).

>>> HOTSITE: Wallpaper, a campanha, a supremacia: o título estadual do Flamengo

O Vasco amarga mais um tropeço dramático e doloroso para o rival Flamengo.

Mudanças

O Vasco não teve o artilheiro Edmilson, que sentiu dores musculares no primeiro jogo e não se recuperou a tempo. Thalles entrou em seu lugar. William Barbio ficou com a vaga de Everton Costa, suspenso. Outra novidade foi a entrada de Fellipe Bastos. Adilson Batista sacou Reginaldo e armou o time no 4-4-2. O Flamengo não teve Samir, machucado. Chicão formou a zaga titular com Wallace.

PM usa bombas de gás para dispersar briga de torcedores

Jogadores do Flamengo levantam a Taça do CariocaAndré Mourão / Agência O Dia

O jogo

O Vasco logo assustou no primeiro minuto. Douglas cobrou escanteio fechado e obrigou Felipe a espalmar. O Cruzmaltino novamente ameaçou em lance de bola parada. Douglas bateu falta e André Rocha desviou para fora. O Flamengo conseguiu encaixar, de fato, o primeiro contra-ataque só aos 29 minutos. Paulinho foi lançado e chutou da intermediária. A bola saiu à direita de Martín Silva.

>>> FOTOGALERIA: As imagens da final do Carioca entre Flamengo e Vasco

Novamente Paulinho foi a válvula de escapa rubro-negra. Ele bateu de fora da área e Martín Silva deu rebote, mas Everton estava impedido. O Vasco voltou a assustar no fim do primeiro tempo. Pedro Ken chutou da entrada da área. Felipe espalmou e salvou o Flamengo.

No começo do segundo tempo, o Vasco conseguiu armar uma blitz e finalizou três vezes em sequência. Felipe defendeu chute de Diego Renan. O Flamengo respondeu com André Santos. Ele apareceu pela esquerda e chutou cruzado, com perigo.

Flamengo foi campeão carioca de 2014André Mourão / Agência O Dia

Aos 14 minutos, Chicão e André Rocha se estranharam na área e foram expulsos. Jayme de Almeida colocou Erazo no lugar de Everton. Aos 27, Adilson colocou Bernardo no lugar de Fellipe Bastos. Dois minutos depois, Erazo fez pênalti em Pedro Ken. Douglas cobrou e fez 1 a 0.

Jayme colocou Gabriel no lugar de Amaral. Adilson reforçou a marcação com Aranda na vaga de Thalles. O Flamengo partiu para o abafa. E conseguiu empatar na base da raça. Em cobrança de escanteio, Wallace acertou o travessão. No rebote, Márcio Araújo, impedido, empatou o jogo. Mais um carrasco. A festa foi rubro-negra no Maracanã.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 1X1 VASCO

Estádio: Maracanã
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique
Público e renda: 42.697 pagantes / presentes / R$ 2.790.765,00
Gols: Douglas (Vasco, aos 29' do 2ºT) e Márcio Araújo (Flamengo, aos 45' do 2ºT)
Cartões amarelos: Luiz Antonio, Everton, André Santos, Erazo e Alecsandro (Flamengo) e Diego Renan, Luan, Rodrigo e Guiñazu (Vasco)
Cartões vermelhos: Chicão (Flamengo) e André Rocha (Vasco)

Flamengo: Felipe; Léo Moura, Chicão, Wallace e André Santos (Nixon, aos 41' do 2ºT); Amaral (Gabriel, aos 31' do 2ºT), Márcio Araújo e Luiz Antonio; Everton, Paulinho e Alecsandro. Técnico: Jayme de Almeida.

Vasco: Martín Silva; André Rocha, Luan, Rodrigo e Diego Renan; Guiñazu, Pedro Ken, Fellipe Bastos e Douglas; William Barbio (Reginaldo, aos 11' do 2ºT) e Thalles (Aranda, aos 33' do 2ºT); Técnico: Adilson Batista.