Mais Lidas

Pela terceira vez, Copa tem na semifinal apenas seleções que já foram à decisão

As outras duas edições que reuniram só ex-finalistas entre os quatro últimos sobreviventes foram as de 1970 e de 1990

Por bernardo.argento

Rio - Brasil, Alemanha, Argentina e Holanda. São esses os quatro países que ainda restam na briga para vencer a Copa do Mundo deste ano. Desta maneira, a competição reúne dez títulos -- recorde -- e apenas seleções que já disputaram a decisão em edições anteriores, algo que só aconteceu outras duas vezes.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da Copa do Mundo

A última tinha sido em 1990, quando a Copa foi disputada na Itália. Além do país-sede, chegaram às semifinais naquela oportunidade Inglaterra, Argentina e Alemanha -- que acabou sendo a campeã.

A outra foi em 1970 e também contou com quatro equipes que já tinham sido campeãs do mundo. Três delas somavam duas conquistas cada àquela altura e brigaram pela posse definitiva da taça Jules Rimet, que ficaria com a primeira seleção a obter três títulos. Eram elas: Itália, Uruguai e Brasil -- que acabou levando a melhor. A outra era a Alemanha, que só havia ganhado em 1954 até então.

Itália e Alemanha fizeram a semifinal em 1970Divulgação

Relembre abaixo todos os semifinalistas da história das Copas do Mundo:

1930: Argentina, EUA, Iugoslávia e Uruguai
Nas duas semifinais, Uruguai e Argentina golearam EUA e Iugoslávia, respectivamente, por 6 a 1. Na decisão, os uruguaios venceram por 4 a 2.

1934: Alemanha, Áustria, Itália e Tchecoslováquia
Jogando em casa, os italianos eliminaram a Áustria por 1 a 0 na semifinal. Ficaram com o título ao vencerem por 2 a 1, na prorrogação, a Tchecoslováquia, que antes tinha despachado a Alemanha por 3 a 1.

1938: Brasil, Hungria, Itália e Suécia
Os italianos superaram a seleção brasileira por 2 a 1 na semifinal e conquistaram o bicampeonato com uma vitória pelo placar de 4 a 2 sobre a Hungria, que tinha goleado a Suécia por 5 a 1.

1950: não teve semifinal
A decisão do título aconteceu em um quadrangular final que reuniu Brasil, Espanha, Suécia e Uruguai -- que acabou sendo o campeão ao vencer a seleção brasileira na última rodada por 2 a 1.

1954: Alemanha, Áustria, Hungria e Uruguai
A Alemanha passou pela Áustria por 6 a 1 em uma semifinal. na outra, a Hungria bateu o Uruguai por 4 a 2. Na decisão, os alemães levaram a melhor por 3 a 2 e foram campeões pela primeira vez.

1958: Alemanha, Brasil, França e Suécia
A seleção brasileira chegou à decisão após uma goleada sobre a França por 5 a 2. Pelo mesmo placar, conquistou o título sobre os suecos, que tinham passado antes pela Alemanha pelo placar de 3 a 1.

1962: Brasil, Chile, Iugoslávia e Tchecoslováquia
No caminho para o segundo título consecutivo, a seleção brasileira ganhou do Chile por 4 a 2 na semifinal, antes de emplacar placar de 3 a 2 na decisão sobreTchecoslováquia, que havia passado antes pela Iugoslávia por 3 a1.

1966: Alemanha, Inglaterra, Portugal e União Soviética
Jogando dentro de casa, a Inglaterra superou Portugal por 2 a 1 na semifinal e avançou para encarar a Alemanha, que havia batido os soviéticos pelo mesmo placar. Na decisão, o país-sede do Mundial levou a melhor com uma vitória por 4 a 2 na prorrogação.

1970: Alemanha, Brasil, Itália e Uruguai
O terceiro título da seleção brasileira e a consequente posse definitiva da Jules Rimet teve vitória sobre o Uruguai por 3 a 1 na semifinal e uma goleada por 4 a 1 na decisão sobre a Itália, que tinha passado pela Alemanha antes com um triunfo por 4 a 3 na prorrogação.

1974: não teve semifinal
Os líderes das duas chaves da segunda fase de grupos, Alemanha e Holanda, seguiram direto para a decisão. Os alemães ganharam por 2 a 1 e foram campeões. Já os vice-líderes, Brasil e Polônia, foram para a disputa do terceiro lugar, que teve vitória dos europeus por 1 a 0.

1978: não teve semifinal
Os líderes das duas chaves da segunda fase de grupos, Argentina e Holanda, seguiram direto para a decisão. Na prorrogação, os argentinos ganharam por 3 a 1 e foram campeões. Já os vice-líderes, Brasil e Itália, foram para a disputa do terceiro lugar, que teve vitória brasileira por 2 a 1.

1982: Alemanha, França, Itália e Polônia
Uma semifinal teve vitória da Itália sobre a Polônia por 2 a 0. Na outra, a Alemanha derrotou a França nos pênaltis, após empate de 3 a 3 com a bola rolando. Na decisão, os italianos levaram a melhor por 3 a 1.

1986: Alemanha, Argentina, Bélgica e França
Os argentinos venceram a Bélgica por 2 a 0 em uma semifinal, mesmo placar com o qual os alemães despacharam a França. Na decisão, os sul-americanos levaram a melhor por 3 a 2.

1990: Alemanha, Argentina, Itália e Inglaterra
As duas semifinais foram definidas nos pênaltis. Os italianos deram adeus ao sonho de conquistar o título em casa ao perderem para a Argentina, ao passo que a Alemanha eliminou a Inglaterra. Na reedição da final da Copa anterior, os europeus conseguiram vingança e ganharam por 1 a 0.

1994: Brasil, Bulgária, Itália e Suécia
A seleção brasileira venceu a Suécia por 1 a 0 na semifinal e conquistou o título ao levar a melhor nos pênaltis sobre a Itália, que havia vendido a Bulgária por 2 a 1.

1998: Brasil, Croácia, França e Holanda.
De virada, os franceses ganharam da Croácia, surpresa daquele Mundial, por 2 a 1 e avançaram a decisão. O adversário foi o Brasil, que eliminou a Holanda nos pênaltis na outra semifinal. O título ficou com os europeus, após vitória por 3 a 0 sobre o time comandado por Zagallo.

2002: Alemanha, Brasil, Coreia do Sul e Turquia
As duas semifinais tiveram placar de 1 a 0. Alemanha e Brasil passaram, respectivamente, por Coreia do Sul e Turquia, donas das duas campanhas mais surpreendentes daquela Copa. Na decisão, dois gols de Ronaldo decretaram a vitória brasileira por 2 a 0.

2006: Alemanha, França, Itália e Portugal
O sonho dos alemães de serem campeões dentro de casa acabou com a derrota para a Itália na semifinal, na prorrogação, por 2 a 0. Os italianos ficaram com o título ao levarem a melhor nos pênaltis sobre a França, que antes tinha batido Portugal por 1 a 0.

2010: Alemanha, Espanha, Holanda e Uruguai
As semifinais tiveram a Espanha vencendo a Alemanha por 1 a 0 e a Holanda superando o Uruguai pelo placar de 3 a 2. A decisão que acabaria dando à Copa do Mundo um campeão inédito foi para a prorrogação e teve um gol de Iniesta decretando o título espanhol.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia