Mais Lidas

Parreira define eliminação da Seleção no Mundial: 'Seis minutos de pesadelo'

Coordenador técnico garante apoio a Felipão, reforça seriedade do trabalho da comissão e minimiza derrota do Brasil

Por rafael.arantes

Rio - É difícil tentar explicar o que aconteceu para que o Brasil se despedisse da Copa do Mundo de uma maneira tão traumática. Perder de 7 a 1 para a Alemanha foi um grande vexame e todo o apagão que afetou a equipe durante o primeiro tempo, quando sofreu cinco gols, é um dos motivos que mais marcou a comissão técnica brasileira. Na coletiva ao lado dos demais profissionais técnicos, Parreira reforçou o fato e concordou com uma das afirmações da Fifa.

"O site da Fifa dá uma ideia perfeita do que foi o jogo: seis minutos de pesadelo", afirmou.

LEIA MAIS: Notícias e bastidores da seleção brasileira na Copa do Mundo

Parreira defende trabalho da Seleção na CopaDivulgação

Outra coisa que ficou clara foi a total cumplicidade da comissão técnica. Parreira fez questão de garantir total apoio a todo o tipo de decisão tomada por Felipão e não concordou quando o sistema de treinamento da Seleção foi criticado durante a conversa com os jornalistas.

"O treinador decide o que tem que ser feito e se ele decidiu assim nós concordamos e apoiamos", disse.

Mesmo abalado com o resultado, Parreira aproveitou a chance para elogiar o time e o trabalho feito por Joachim Löw no comando da Alemanha. Os rivais estão de parabéns.

"O futebol alemão é perfeito na divisão de base, nos jogadores, nos treinadores, nos campeonatos, e o resultado está aí", completou.

Qual o sentimento?

O futebol brasileiro já passou por crises parecidas com essa. Vamos dar a volta por cima e recuperar isso.

Diferencial alemão

Experiência você não compra, você alcança durante a vida. Muitos desses jogadores têm mais de 100 jogos pela seleção da Alemanha e isso faz a diferença.

Talentos em falta?

A CBF não é formadora de jogadores. Ela recebe os jogadores e monta equipe para disputarem competições. O que temos que seguir e melhorar é a formação de base nos clubes.

Análise cruel sobre a comissão técnica

A gente está muito mal-acostumado a analisar os resultados em imediato. Acho que nesse momento o resultado impactou muito qualquer situação ou pensamento, mas é evidente que está muito claro que os europeus, de modo geral, se preocuparam muito em trabalhar a base e aumentar o nível dos treinadores. A Uefa faz um trabalho muito bacana para melhorar o nível dos técnicos e dos jogadores.

Preparação consistente

Durante um ano e meio não tivemos nenhum deslize. A preparação só é boa quando se alcança resultado? Se ganha é bom, se perde é ruim. Eu queria agradecer ao comprometimento da comissão técnica e dos jogadores. Não houve problema nenhum durante nenhum momento, só que o resultado impactou bastante.

Otimismo continua

A visão é a mesma de anteriormente. Positiva, otimista, de quem está jogando em casa e quem tem a cultura de quem é pentacampeão do mundo. Nenhum pensamento seria vamos para a guerra e perdê-la. Era obrigação nossa ser otimista e acreditar na nossa competência e na dos jogadores. O trabalho foi muito bem conduzido durante todo o tempo. A seleção alemã é muito grande. Sabíamos que seria um jogo dificílimo e acabou sendo. A nossa expectativa era que iríamos nos preparar para ganhá-la. Não foi possível, ficamos decepcionados e tristes. Todos queríamos ser campeões do mundo em casa, mas não conseguimos e agora é bola para frente.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia