Nada de fazer conta na Libertadores

Jayme esquece matemática e diz que time não pode jogar para empatar

Por O Dia

Rio - O Flamengo conheceu, neste domingo, seu adversário na final do Campeonato Carioca, mas deixou a preocupação com o Vasco no Rio. Nesta segunda, às 8h40 da manhã, o time embarca para o Equador, com escala em Bogotá, com a esperança de arrancar pelo menos um ponto do Emelec, pela Libertadores, na bagagem. Mas para o técnico Jayme de Almeida, muita conta pode atrapalhar:

“Se jogarmos para empatar, podemos acabar perdendo. Temos que ter cautela, mas atacar o Emelec, aproveitar o espaço. Temos que ser inteligentes. Vamos tentar um time que seja contundente quando atacar. Defender faz parte, mas temos que atacar para, se possível, sair até com uma vitória. Jogar 90 minutos por um empate é muito pouco.”

Jayme quer vitória sobre o EmelecMárcio Mercante / Agência O Dia

Sem Léo Moura, André Santos, Cáceres e Elano, além de Léo, reserva imediato na lateral direita, Jayme viaja com uma dúvida na cabeça. Na semifinal do Campeonato Carioca, improvisou Recife. O treinador, no entanto, ainda não decidiu como escalará o time para a partida decisiva.

“Podemos colocar o Paulinho, o Gabriel também jogou ali no Bahia. Temos que olhar com calma. O jogo acabou agora (anteontem), estávamos com a cabeça voltada para este jogo. São poucas opções. Precisava olhar um cara que jogasse mais atrás. Com Paulinho e Gabriel o time fica ofensivo”, afirmou Jayme que reiterou sua confiança no grupo:</CW>

“Se estão jogando no Flamengo, têm total condição de jogar no Equador. Em nenhum momento vai ser fácil, vai ser disputadíssimo, clima de decisão. Temos que ter confiança nos garotos, que sempre corresponderam. Nunca deixaram de correr, de lutar.”

O Flamengo decide seu primeiro semestre nos próximos dias. Se perder para o Emelec, estará eliminado da Libertadores. E nos dois domingos seguintes, disputa com o Vasco o título carioca.