Diretoria do Flamengo busca acordo para criar setor popular no Maracanã

Rubro-negros podem ter uma opção mais barata

Por O Dia

Rio - A enxurrada de críticas pelo alto preço dos ingressos parece que, enfim, fez a diretoria rubro-negra se mexer. Depois de várias reclamações, os dirigentes do Flamengo discutem uma alternativa para diminuir a irritação e analisam a possibilidade de colocar parte dos ingressos a preços populares no Maracanã.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

Assim como faz o Borussia Dortmund na Alemanha, o Flamengo quer separar parte da arquibancada para esses bilhetes mais baratos. Possivelmente, o espaço será no setor norte. O preço dos ingressos e a quantidade estão sendo definidos, mas devem ficar próximos a R$ 30 (R$ 15 na meia-entrada) e 10 mil lugares.

Flamengo vai buscar ingressos mais popularesDivulgação

A ideia é disponibilizar o setor o quanto antes, mas primeiro o Flamengo precisa entrar em consenso, já que nem todos no clube concordam com os ingressos mais baratos. A utilização do programa de sócio-torcedor é outra questão a ser resolvida.

A assessoria de comunicação do Flamengo informou que não é o momento de se pronunciar porque o “assunto ainda está em discussão e não há definição sobre valores e quantidade de ingressos.” Já o consórcio que administra o Maracanã, em nota, admitiu que pode aceitar uma proposta que aumente a presença de público: “O Maracanã está sempre aberto a discutir modelos e alternativas que ampliem a participação do torcedor no estádio.”

Apesar de ser quem escolhe o preço dos ingressos, o Flamengo precisa entrar em acordo com o consórcio devido ao contrato em que ambos dividem os lucros e os gastos dos jogos no estádio, além de precisar separar os lugares mais baratos dos demais.