Flamengo pega o Bauru na final do NBB e vai em busca da hegemonia na Liga

Empatado em número de títulos com o Brasília, Rubro-Negro tenta a quarta conquista para tornar-se maior vencedor

Por O Dia

Rio - Atual bicampeão do NBB, o Flamengo entra nesta terça-feira na reta final rumo ao tri contra o Bauru, às 21h30, na HSBC Arena. Caso seja campeão, o Rubro-Negro irá desbancar o Brasília e será o maior vencedor da Liga Nacional com quatro títulos. Na decisão em melhor de três jogos, o Fla só jogará com o apoio da Nação na primeira partida e decidirá o título fora de casa. Nada que assuste Marquinhos. O experiente ala acredita que uma vitória logo mais será fundamental para empurrar a pressão para o rival.

Estrelas de Flamengo e Bauru%2C Marquinhos e Alex Garcia vão duelar pelo troféu do NBB 7 a partir desta terçaAndré Mourão

“Tento encarar como um jogo só, indiferente se é em casa ou fora, eles vao encarar assim tambem, vão ser cinco jogadores de cada lado brigando por sua equipe. É importante a gente já começar dar um pontapé inicial bem forte, mostrando que viemos para garantir o título, além de ir para a segunda partida um pouco mais "relaxado" com uma vantagem”, afirmou.

Sem poder conta com o Panela de Pressão, o Bauru não poderá jogar os jogos da final em sua casa e mandará as partidas em Marília, a 100km de sua cidade. O ala Alex Garcia, principal estrela da equipe do interior paulista, afirma que a situação é diferente e vai demandar adapatação dos jogadores, mas nada que influencie um elenco experiente.

José Neto quer encarar cada jogo da série decisiva como se fosse uma partida únicaAndré Mourão

"É diferente. Nós treinamos no Panela todos os dias e estamos acostumados com o ginásio. Conhecemos a quadra e lá temos todos os pontos de referências na cabeça. Jogar em Marília é claro que vai ser diferente, mas independentemente disso temos que estar concentrados e aproveitar os treinos que teremos antes do jogo para conhecer e nos adaptar à quadra. Atrapalha um pouquinho, mas no geral não influencia tanto assim", disse.

Flamengo e Bauru colhem os frutos do alto investimento que fizeram. Desde o início da campetição, todos projetavam uma decisão entre os dois. Ao falar sobre a partida, o técnico rubro-negro, José Neto, reconheceu que não foi surpresa a chegada das duas equipes na disputa pelo título. Além disso, ele elogiou o formato em três partidas e irá preparar seus atletas para cada duelo isoladamente.

“Todos esperavam que a final fosse essa mesmo, acho que até os outros adversários. São duas equipes que investem alto. O Fla vem conseguindo manter esse alto nível, e sabemos que é muito difícil. Acho que muita coisa mudou desde os dois jogos que fizemos na fase de classificação, as duas equipes vivem momentos diferentes, e a atmosfera de uma decisão é completamente diferente. Estamos nos preparando para encarar cada partida dessa série de playoff como jogo único”, explicou.

Apesar do tamanho e da força da torcida do Flamengo, o treinador do Bauru, Guerrinha, diz não temer uma possível maioria rubro-negra nos jogos em Marília e diz confiar que os torcedores bauruenses farão sua parte lotando o ginásio.

Alex Garcia reconheceu as dificuldades do Bauru em não poder jogar no Panela de PressãoAndré Mourão

"O mais difícil é o time do Flamengo pela qualidade e por todos os valores. Claro que não poder jogar em casa é ruim, mas acho que pela qualidade e capacidade dos atletas as duas equipes vão se adaptar. Quando você está em casa, a torcida te passa uma energia muito boa e com certeza nossa quadra vai fazer falta, pois conquistamos esse direito. Mas já sabíamos disso antes de o campeonato começar e isso cabe aos dirigentes do Bauru de saber o tamanho da nossa equipe. Mas pode ter certeza de que a torcida do Bauru vai marcar presença e lotar o ginásio. Diferente do que acontecia em Brasília, quando tinham muitos rubro-negros, no interior paulista, as pessoas torcem para os times da capital paulista", afirmou.

O segundo jogo da decisão entre Flamengo e Bauru acontece no próximo sábado, dia 30, no Ginásio Neusa Galetti, em Marília, às 10h. Caso seja necessária uma terceira partida, ela ocorrerá no mesmo local, no mesmo horário, no dia 6 de junho.