Muricy quer o Fla no ritmo de Arão

Novo volante cai nas graças do técnico, que aposta em sua velocidade, e incentiva a característica ofensiva

Por O Dia

Rio - A farta cabeleira não deixa Willian Arão passar despercebido. Mas basta um piscar de olhos para que o volante largue as funções defensivas e apareça como homem-surpresa na frente do gol. Tudo com autorização do chefe Muricy Ramalho, que incentiva a característica ofensiva do curinga. No treino de ontem, na Gávea, o técnico ensaiou a passagem dos volantes e dos pontas com Paolo Guerrero recuando, para os jogadores saírem na cara do gol.

“O Arão é um cara muito inteligente. Eu o enfrentei em São Paulo quando defendia o Palmeiras e ele estava no Corinthians. Ele evoluiu muito de lá para cá. Antes era primeiro volante, mas agora tem aparecido muito na frente. Fez uma grande temporada no ano passado pelo Botafogo e vai nos ajudar muito”, disse Marcio Araújo, que não tem medo de o time ficar muito ofensivo.

Willian Arão tem agradado Muricy RamalhoGilvan de Souza / FlaImagem

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Flamengo

“Todo mundo ajuda. Atualmente os jogadores não fazem só uma função, Se não tiver a doação de todos. Sobra para todo mundo ter que marcar e jogar”, explicou.

Na atividade de ontem, Muricy Ramalho pedia a participação de Arão o tempo todo e elogiou muito o volante, que tomava iniciativa na saída de jogo. No time reserva, o argentino Canteros mostrava disposição para tentar recuperar a posição perdida com a chegada do novo treinador rubro-negro.

Muricy Ramalho fez mudanças no time titular. Marcelo Cirino, que vinha sendo escalado, fez um trabalho especial de finalizações e Gabriel treinou na equipe principal. O argentino Mancuello trabalhou no time reserva e mostrou categoria.

Vídeo da 3ª camisa ainda gera discórdia nos bastidores

O vídeo de lançamento do novo terceiro uniforme segue provocando problemas. O vice de comunicação, Antônio Tabet, um dos criadores do grupo ‘Porta dos Fundos’, não achou o vídeo engraçado. “Foi um improviso, uma brincadeira. Como rubro-negro, não achei graça, mas teve gente que achou. Os Desimpedidos fazem muito sucesso”, disse Tabet, ao ‘A Última Palavra’, da Fox Sports.

O dirigente confirmou que é sócio da empresa Desimpedidos, que fez e lançou o vídeo no Youtube. Tabet garantiu que não recebeu pelo material e culpou o humor paulista pela má receptividade.

“Acho que essa iniciativa tem a ver com o fato de eles serem paulistas. Acham graça de falar ‘Curintia’, ‘Parmera’ lá”, disse Tabet, em referência a um dos personagens do polêmico vídeo, que trata o Flamengo como ‘Framengo’.