Willian Arão afirma que foi avisado pelo banco do Flamengo sobre o impedimento

Volante buscou a informação com os companheiros, enquanto o meia Diego diz ter visto o lance após o jogo e parabenizou a arbitragem

Por O Dia

Rio - Um clássico por si só já é uma partida com nervos a flor da pele e ingredientes diferentes dos jogos normais. Mas um Fla-Flu é muito mais do que apenas um clássico. E o da quinta-feira não podia ser diferente. A vitória do Rubro-Negro por 2 a 1 ficou marcada pela polêmica arbitragem de Sandro Meira Ricci e seus auxiliares. Já aos 40, o árbitro anulou gol marcado por Henrique alegando impedimento, mas voltou atrás após a pressão dos tricolores e depois recuou e anulou de novo por conta da reclamação dos flamenguistas. Willian Arão foi um dos que passou a informação, vinda do banco do Fla, que o lance era irregular ao juiz.

"De fato a gente teve a informação. Foi estranho porque ele deu o impedimento primeiro depois voltou atrás. Mas a gente tem que ressaltar a coragem do árbitro e do assistente. Estava todo mundo impedido. A gente tava ali, não sabia. O banco saiu correndo e falou que estava realmente impedido", afirmou Willian Arão.

Arão soube do impedimento de Henrique por informação do banco do FlamengoGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

Já o meia Diego dissse ter tomado conhecimento se o lance estava irregular mesmo somente após o jogo. Para o camisa 35, o trio de arbitragem foi corajoso e tomou a decisão correta no fim ao manter a marcação de irregularidade no lance.

"Não sei exatamente através de qual informação ele chegou a essa decisão de não validar o gol. Mas acredito que foi a correta. Quando acabou o jogo, nós confirmamos que estava impedido. Então, acabou tomando a decisão certa. Mas não queria estar na pele da arbitragem. Para eles é muito difícil. Tem que decidir, não tem auxílio de câmeras. Não sei qual foi a informação que chegou até ele. Mas é muito gente pressionando. Fico feliz por ter sido a decisão correta."

Com 60 pontos, o Flamengo segue na cola do Palmeiras que tem um a mais e ainda é o líder do Brasileirão. No domingo, o Rubro-Negro volta a campo e viaja para encara o Internacional, no Beira-Rio, às 17h.