Zé Ricardo comemora vaga na semifinal e enaltece 'força comprovada' do Flamengo

Treinador também procurou valorizar a atuação do volante Márcio Araújo, muitas vezes criticado pela torcida rubro-negra

Por O Dia

Rio - O técnico Zé Ricardo exaltou a atuação do Flamengo na vitória por 3 a 0 sobre o Bangu, na noite desta quarta-feira, no Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, pela Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca. O resultado classificou a equipe para as semifinais do Estadual por antecipação.

Zé Ricardo ressaltou o estilo de jogo intenso e a flexibilidade da equipeGilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

"Eu estou muito satisfeito com o elenco e o primeiro objetivo foi alcançado. Sabíamos das dificuldades da partida, mas a força do nosso grupo ficou comprovada com a postura convincente. O Bangu foi muito defensivo, com muitos homens na frente da área. Tivemos que estudar muito o conceito do jogo. Fiquei feliz pela atitude dos atletas, estão todos de parabéns. Vamos descansar, temos um jogo duro domingo contra o Vasco", disse Zé Ricardo, em entrevista coletiva após o jogo.

O treinador ressaltou o estilo de jogo intenso e a flexibilidade da equipe. "Temos um grupo com capacidade e qualidade para fazermos alterações sem perdermos o ritmo de jogo, então a ideia é utilizar todos de maneira equilibrada para prepará-los para a temporada", completou.

Zé Ricardo também procurou valorizar a atuação do volante Márcio Araújo, muitas vezes criticado pela torcida. "O Márcio é extremamente útil, muito participativo. Pode não aparecer tanto em jogadas mais rebuscadas, mas tem qualidade no passe, sentido tático grande. Ficamos felizes por tê-lo ao nosso lado, pois quando é solicitado ele sempre vai bem. Hoje fez um jogo muito bom, errou quase nenhum passe, um ótimo número para sua posição. Ele tem a capacidade e pode evoluir mais no campo de ataque, com passes mais longos", elogiou o comandante.

O próprio jogador, que disputa a posição com Rômulo no meio-campo, agradeceu o apoio dos torcedores no jogo contra o Bangu. "Acho que é fruto do nosso trabalho ter mudado bastante em relação a isso (resistência de torcida). A gente tem que ter paciência, entender o lado do torcedor e nunca se abater. Nunca liguei para isso (vaias). Nunca me viram reclamando de torcedor, de crítica, de imprensa. Sei trabalhar, sei esperar meu momento, sei aceitar aquilo que querem de mim. Agora, em relação aos elogios, agradeço ao torcedor. Sempre importante ter torcedor do lado. Mas o que vale mesmo é o resultado, aquilo que a equipe vem produzindo, crescendo bastante esse ano", enfatizou Márcio Araújo.

Se o volante está subindo no conceito da torcida flamenguista, o zagueiro Rafael Vaz tem de lidar com vaias e críticas. Após ter se apresentado mal na derrota para Universidad Católica, no Chile, em jogo da Copa Libertadores, no último dia 15, o defensor foi eleito como vilão nas redes sociais, onde, inclusive, sofreu injúrias raciais. Mas Rafael Vaz garante estar equilibrado para superar a fase ruim.

"Para mim entrou num ouvido e saiu no outro. Cada vez que eles gritarem, mais eu vou querer jogar. Isso para mim é o que importa. Opinião de fora não atinge em nada, o que importa é que o treinador confia em mim, e estou tentando mostrar meu melhor futebol", desabafou o jogador.

No próximo domingo, o Flamengo enfrenta o Vasco, às 18h30, no estádio Mané Garrincha, em Brasília. O time deve ter força máxima no clássico. O time segue líder do Grupo B da Taça Rio, com nove pontos ganhos.