Diego Cavalieri chega à marca especial e reforça desejo de permanecer no Flu

Goleiro completou 200 jogos pelo clube e sonha com G-4

Por O Dia

Rio - A vitória do Fluminense sobre o Atlético-PR, no sábado, foi especial para o goleiro Diego Cavalieri. Ele completou 200 jogos com a camisa tricolor na ocasião e pôde comemorar com um triunfo, fundamental na briga pelo G-4 do Campeonato Brasileiro.

Diego Cavalieri foi campeão brasileiro pelo Fluminense em 2012Divulgação

"É uma marca muito importante. Sou bem tranquilo quanto a números, estou sempre preocupado em render bem, jogar bem. Claro que é um motivo de orgulho chegar a essa marca em um clube como o Fluminense. Fico feliz por ter concretizado este feito com uma vitória. Estou num momento tranquilo, feliz", disse Cavalieri ao site oficial do Fluminense.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

A continuidade de Cavalieri no Fluminense, porém, é incerta. O contrato dele acaba no fim do ano. A vontade do camisa 12 é a de permanecer, mas depende da negociação do clube com a patrocinadora.

"Fui muito bem acolhido desde que cheguei ao Fluminense, sou muito feliz aqui e quero continuar trabalhando para honrar as tradições do Fluminense dando o meu máximo. Espero render o esperado para a diretoria, comissão técnica e torcedores, que são os que nos motivam. É muito legal ver o que aconteceu contra o Atlético-PR, a festa que a torcida nos proporcionou", declarou.

Cavalieri deixa o assunto renovação de lado. A meta agora é ajudar o Fluminense a conquistar seu objetivo no Brasileiro: garantir uma vaga na Libertadores de 2015.

"Conseguimos a sequência de vitórias que precisávamos para voltar a sonhar com coisas melhores no campeonato. Esperamos manter isso. Crescemos na hora certa. Temos um objetivo, um desejo, mas precisamos manter os pés no chão, falta muita coisa ainda. É importante estarmos em evolução, numa crescente. Quem sabe a gente não possa concretizar com uma vaga na Libertadores? Seria o ideal para o clube, torcida e nós, jogadores, que estamos lutando e sonhando", encerrou.