Peter Siemsen na mira do tribunal

Dirigente foi denunciado pelo TJD após duras críticas à Ferj

Por O Dia

Rio - O presidente do Fluminense, Peter Siemsen, vai para o banco dos reús. Depois de prestar esclarecimentos ao Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-RJ) por causa das polêmicas declarações que deu a respeito do Carioca, o dirigente foi denunciado ontem e será julgado, em data a ser marcada.

Peter Siemsen foi denunciado pelo TJDCarlos Moraes

No mês passado, Peter teve que se explicar após questionar a lisura do Estadual, ao declarar à imprensa que a competição seria um ‘campeonato de cartas marcadas’.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

A denúncia pode ganhar proporções maiores por causa da divulgação de uma nota oficial. No texto, o presidente tricolor criticou duramente a Federação de Futebol do Rio (Ferj) por ter autorizado o Botafogo a mandar o segundo jogo da semifinal no Engenhão e ameaçou acionar a Justiça.

Além de Peter, o técnico do Flamengo, Vanderlei Luxemburgo, também foi denunciado ao TJD. Ele será julgado por ter insinuado o que Vasco teria sido beneficiado pela Federação. Luxa questionou a boa relação entre os presidentes do Vasco, Eurico Miranda, e o da Ferj, Rubens Lopes.

DIRETORIA PROMETE REFORÇOS

Fora da disputa do Carioca, o vice-presidente de futebol, Mario Bittencourt, admitiu que o clube vai buscar reforços para disputa do Campeonato Brasileiro. “Neste momento, a tendência é a de três ou quatro reforços, um de cada setor”, afirmou o dirigente.