Fluminense se movimenta no mercado da bola e mira de 'três a cinco reforços'

'Conseguimos montar uma base', destaca Mário Bittencourt

Por O Dia

Rio - O Fluminense já faz planos para 2016 e observa o mercado da bola. O sigilo é uma das armas do Tricolor. Vice de futebol, Mário Bittencourt evita falar em nomes, mas diz quantas peças devem ser contratadas para a próxima temporada.

Eduardo Baptista, ao lado da diretoria, já planeja a próxima temporada do Fluminense Bruno de Lima

"Só falamos depois que jogador assina. Estamos buscando jogadores para encorpar o elenco. A tendência é de que a gente busque de três a cinco jogadores que possam suprir nossa necessidade, sendo titulares", declarou o dirigente, nesta terça-feira, nas Laranjeiras. Ele ainda acrescentou:

"Conseguimos montar uma base. Já dá para ver mais ou menos o elenco. Devemos contratar de três a cinco jogadores para disputar com mais condição em 2016. Passamos um ano difícil, com uma reformulação de elenco."

Quem está de saída é o meia Vinícius. Ele já treina em separado. O vínculo termina no fim do ano. O Fluminense tem prioridade para renovar, mas não vai exercer. Vinícius pediu para não ser relacionado nos últimos jogos. Ele alegou que estava sem cabeça com a indefinição sobre seu futuro.

"Treinou em um horário alternativo. Tinha dito que estava sem cabeça. Tínhamos contrato de um ano, com a opção de compra até o próximo dia 31. Entendemos que não vamos exercer, e essa atitude, e não é jogar pedra, porque ele foi sincero... havíamos marcado uma reunião, mas depois pediu para não jogar. Não gostamos da maneira que foi feita. Torcemos para que seja feliz onde vá", afirmou Bittencourt.