Muito desfalcado, Fluminense acaba derrotado pelo Palmeiras fora de casa

Equipe carioca foi derrotada em duelo realizado em São Paulo

Por O Dia

São Paulo - Recheado de desfalques, o Fluminense enfrentou um Palmeiras que não teve atuação brilhante, mas foi o suficiente para os paulistas conquistarem a vitória no Allianz Parque, por 3 a 1, com gols de Guerra, Keno e Roger Guedes. Henrique Dourado, artilheiro tricolor no ano, descontou para os visitantes.

Em dez minutos, o Fluminense perdeu Luiz Fernando, com uma lesão no joelho, e sofreu o primeiro gol, com Guerra abrindo o placar. No entanto, empatou pouco depois, com Henrique Dourado, que arrumou confusão com Felipe Melo por conta de sua comemoração. No fim da primeira etapa, no entanto, Keno colocou o Palmeiras na frente novamente. Já no último minuto, Roger Guedes ampliou e deu números finais à partida.

Com a derrota, o Tricolor das Laranjeiras segue com dez pontos no Brasileirão, mas acaba ultrapassado pela Chapecoense, que nem jogou, e cai para a 5ª colocação no torneio. Enquanto isso, o Palmeiras chegou a sete pontos e assumiu a 8ª posição na tabela.

Gustavo Scarpa teve atuação apagadaLucas Merçon / Fluminense/ Divulgação

O JOGO

A primeira oportunidade do jogo veio pelo lado do Fluminense. Scarpa aproveitou rebatida da defesa e arriscou de fora da área, mas mandou por cima. Com cinco minutos de jogo, Luiz Fernando dividiu bola com Roger Guedes, sentiu lesão no joelho e teve de deixar o jogo, substituído por Nogueira.

Pouco depois, Zé Roberto cobrou lateral para dentro da área, Willian desviou na primeira trave e Guerra apareceu para fuzilar o gol de Júlio César, sem chances para o goleiro tricolor. Próximo à metade da primeira etapa, Calazans recebeu pela ponta-esquerda, venceu Jean na velocidade e cruzou para Dourado. O centroavante escorou de direita e deixou tudo igual.

Já no fim, Roger Guedes fez grande jogada pela ponta-direita, tocou entre as pernas de Léo, escapou também de Marquinho e rolou para Keno, livre, tocar na saída de Júlio César e colocar o Palmeiras na frente novamente. Logo depois, Dourado teve mais uma excelente oportunidade, mas desperdiçou chance cara a cara com Prass.

Depois de cochilar e perder boa oportunidade com Keno, o time da casa voltou a assustar e só não ampliou porque Júlio César fez grande defesa em chute cruzado. Em cobrança de falta de Roger Guedes, o goleiro voltou a fazer grande defesa e manteve placar em 2 a 1.

Na segunda metade da partida, o Palmeiras teve maior posse de bola, mas não conseguiu assustar tanto o gol de Júlio César, apesar de duas boas defesas do goleiro tricolor.

No último minuto, Marcos Jr. teve excelente oportunidade, depois de cruzamento de Calazans pela ponta direita, mas cabeceou em cima de Fernando Prass. No contra-ataque após falta cobrada por Scarpa, Roger Guedes disparou, venceu o camisa 10 na velocidade e bateu na saída de Júlio César para ampliar.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 3 X 1 FLUMINENSE

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Assistentes: Bruno Raphael Pires (GO) e Leone Carvalho Rocha (GO)
Cartões amarelos: Felipe Melo, Zé Roberto, Róger Guedes (PAL), Henrique Dourado, Henrique (FLU)
Cartões vermelhos: -
Público/Renda: 33.066 pagantes / R$ 2.126.138,83
Gols: Guerra, aos 9'/1T (1-0); Henrique Dourado, aos 18' 1ºT (1-1); Keno, aos 40' 1ºT (2-1), Róger Guedes 48' 2ºT (3-1)

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean (Thiago Santos - intervalo), Edu Dracena, Juninho e Zé Roberto; Felipe Melo (Fabiano 21' 2ºT), Tchê Tchê e Guerra; Róger Guedes, Willian e Keno (Michel Bastos 35' 2ºT). Técnico: Cuca

FLUMINENSE: Júlio César; Lucas, Reginaldo, Henrique (Marcos Júnior 30' 2ºT) e Léo; Luiz Fernando (Nogueira 5' 1ºT), Wendel e Marquinho (Matheus Alessandro 17' 2ºT); Gustavo Scarpa, Henrique Dourado e Marcos Calazans. Técnico: Abel Braga