Micale valoriza classificação em 'jogo de Libertadores' e elogia próximo rival

Brasil enfrentará Honduras na semi: 'Nosso pensamento é que vamos enfrentar equipe uma duríssima', analisa

Por O Dia

Rio - A sonhada e inédita medalha de ouro está mais próxima. O Brasil sofreu na caminhada rumo à semifinal. A primeira fase foi sob críticas, com dois empates frustrantes. Sábado, contra a Colômbia, na Arena Corinthians, o duelo teve clima de Libertadores: pegado. O que valoriza ainda mais a vitória pelas quartas de final da Olimpíada.

Micale faz alerta para o duelo com HondurasLucas Figueiredo / MoWA Press / Divulgação

"Tiramos algumas lições desse jogo. Jogo muito físico, num campo muito rápido. Colômbia já tinha jogado aqui. Nós nos adaptamos hoje (sábado). Jogadores da Colômbia chegaram com força. Teve equilíbrio. Foi o outro lado da moeda. Não entramos em provocação. Foi jogo com cara de Libertadores da América", analisou o técnico Rogério Micale.

Agora, Honduras está no caminho do ouro e será o rival do Brasil na semifinal da Olimpíada, terça-feira, às 13h, no Maracanã.

"O time de Honduras chegou a essa posição por méritos. Ninguém chega a uma semifinal de Olimpíada por acaso. Tem muita competência de treinador e jogadores. Falamos que futebol evoluiu, avançou e Honduras faz parte disso. Temos todo respeito por Honduras. Conhecemos a qualidade deles. Ganharam da Argentina, tiraram agora a Coreia do Sul, que é forte, e por isso merece todo respeito. Nosso pensamento é que vamos enfrentar equipe uma duríssima. É um time que sabe jogar, sabe sofrer. Se não estivermos atentos, eles podem nos surpreender. Vai ser um jogo duro como hoje, mas acho que estaremos preparados para dar resposta", encerrou Micale.

Últimas de _legado_Olimpíada