Para o Vasco, o domingo é dia de vencer e de secar concorrentes no rebaixamento

Gigante da Colina encara o Bahia tentando espantar a crise

Por O Dia

Rio - Já são cinco derrotas consecutivas, sendo quatro no Campeonato Brasileiro. O aproveitamento pífio no returno da competição afundou o Vasco na crise e colocou o time na zona de rebaixamento.

O alerta está ligado e o técnico Dorival Júnior balança cada vez mais no cargo. Se não bastassem tantos problemas, a 24ª rodada promete ainda mais emoções. Enquanto o Gigante da Colina encara o Bahia, em ascensão, às 16h, na Fonte Nova, seus principais concorrentes têm confrontos diretos ou vão atuar em casa.

A preocupação em São Januário é que a distância para fugir da zona da degola, que atualmente é de três pontos para o Flamengo, aumente ainda mais hoje. No caso de nova derrota, o Vasco pode ver seus adversários — Portuguesa, São Paulo, Flamengo ou Criciúma — somarem mais pontos, abrindo um abismo entre os clubes.

Dorival quer uma vitória para espantar a má faseDivulgação

Titular na partida contra o Goiás, quarta-feira, pela Copa do Brasil, Edmilson diz que a equipe não entrará em campo preocupada com outros jogos.

“Ainda não dependemos deles, só de nossas forças. Se fizermos nosso trabalho de forma correta nas próximas 15 rodadas, tenho certeza de que vamos escapar do rebaixamento. No momento é isso e não podemos deixar que piore”, disse o atacante, que poderá ser mantido. Ontem, o titular André treinou entre os reservas.

Outra mudança será no gol. Após uma conversa com Dorival Júnior e o preparador de goleiros Carlos Germano, Michel Alves não foi relacionado para o jogo e nem viajou para Salvador. Os goleiros Diogo Silva e Alessandro disputam a vaga.

Em compensação, o treinador terá o retorno do meia Juninho e do zagueiro Rafael Vaz, que não atuaram contra o Goiás. Mas a presença de Vaz não é certa, pois Cris e Jomar treinaram ontem na zaga. Já o Bahia, ainda invicto no segundo turno do Brasileirão, busca arrancada para subir ainda mais na tabela.