Adilson Batista lamenta as chances perdidas e diz não ligar para as vaias

Treinador afirmou que o Vasco não jogou mal contra a Cabofriense

Por O Dia

Rio de Janeiro - O técnico Adilson Batista não se mostrou decepcionado com a atuação da equipe na derrota para a Cabofriense por 2 a 0. O treinador ressaltou as chances do Gigante da Colina durante a partida e lembrou que o time chegou a colocar três bolas na trave.

"O goleiro deles fez grandes defesas, tivemos três bolas na trave a ainda poderíamos finalizar melhor em algumas jogadas. Criamos desde o início. Tentamos, só que acabamos errando e o adversário aproveitou as oportunidades. Eles tiveram a vantagem no segundo tempo e isso dificultou a nossa vida. E olha que fomos bem agressivos no segundo tempo, mas ainda assim não deu", comentou.

Adilson Batista lamentou as chances perdidas pelo Vasco Márcio Mercante / Agência O Dia

Após o término da partida, os vascaínos que estiveram presentes em São Januário, protestaram contra o resultado. Os principais alvos foram o zagueiro Jomar e Adilson Batista. Mesmo vaiado, o técnico afirmou que entende as críticas da torcida.

"Não sei se é herança do rebaixamento e quem sou eu para julgar. Estou aqui há poucos meses e estou me dedicando, me entregando e trabalhando. Vi uma melhora no time, agora o torcedor tem todo o direito. Eu respeito e estou me dedicando para fazer o meu melhor", disse.

O revés pode complicar o Vasco no Campeonato Carioca. O clube continuou na quarta posição, na zona de classificação para as semifinais, mas viu a diferença para o quinto colocado - o Nova Iguaçu - diminuir para dois pontos.